Tio Sam Dançando Frevo: A Presença Estadunidense Nos Periódicos Do Recife (1937 A 1942) – Emanuelle Lins De Andrade

Tio Sam Dançando Frevo: A Presença Estadunidense Nos Periódicos Do Recife (1937 A 1942) – Emanuelle Lins De Andrade
Acessar

Resumo:

Durante o Estado Novo, a aproximação do governo ora com os Estados Unidos ora com a Alemanha criava espaço para a mídia expor suas antipatias e simpatias em relação aos dois maiores parceiros econômicos do Brasil. Em 1942, contudo, esse cenário é modificado. O alinhamento do Brasil para com os EUA e o rompimento das relações com o eixo impôs uma unicidade na maneira como os norte-americanos deveriam ser retratados: como amigos e aliados. Três dos mais importantes jornais do Recife, durante a administração Vargas, o jornal Diário de Pernambuco, o Jornal do Commercio, e a Folha da Manhã, retrataram a partir de 1942 os Estados Unidos de maneira positiva, porém alguns dentre esses jornais apresentaram um posicionamento diverso nos anos anteriores. O objetivo desse trabalho é a compreensão dos diferentes modos como os EUA foram representados pelos jornais do Recife e os interesses que cercavam os grupos responsáveis por suas linhas editoriais.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFPE/HISTÓRIA
  • Área de Conhecimento: HISTÓRIA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2010
  • Tamanho: 3.11 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: