Tiametoxam Em Plantas De Cana-De-Açúcar, Feijoeiro, Soja, Laranjeira E Cafeeiro: Parâmetros De Desenvolvimento E Aspectos Bioquímicos – Marcelo Andrade Pereira

Tiametoxam Em Plantas De Cana-De-Açúcar, Feijoeiro, Soja, Laranjeira E Cafeeiro: Parâmetros De Desenvolvimento E Aspectos Bioquímicos – Marcelo Andrade Pereira
Acessar

Resumo:

Inseticidas e fungicidas geralmente são estudados quanto a sua eficiência no controle de pragas e doenças; entretanto podem provocar efeitos fisiológicos pouco conhecidos capazes de influenciar o desenvolvimento das culturas. O tiametoxam é um inseticida sistêmico do grupo dos neonicotinóides; da família nitroguanidina; que atua no receptor nicotínico acetilcolina de insetos; danificando o sistema nervoso dos mesmos; levando-os à morte. Este inseticida; largamente utilizado no controle de pragas iniciais e insetos sugadores; apresenta efeito bioativador; uma vez que mesmo na ausência da pragas; promove aumento em vigor e desenvolvimento nas plantas tratadas. Acredita-se que os efeitos do tiametoxam em plantas são indiretos; pois atuam na expressão dos genes responsáveis pela síntese e ativação de enzimas metabólicas; relacionadas ao crescimento da planta; alterando a produção de aminoácidos e precursores de hormônios vegetais. Existem alguns trabalhos com tiametoxam com o objetivo de verificar seus efeitos no metabolismo e desenvolvimento das plantas; mas os resultados ainda não são claros; evidenciando forte interação entre cultivares; épocas; condições de estresse e disponibilidade de nutrientes. Em função da grande utilização do inseticida tiametoxam na agricultura brasileira; o estudo deste agroquímico; no sentido de alterar o metabolismo e desenvolvimento de plantas; constitui-se de grande importância na agregação de informações à literatura biológica e agronômica. Os objetivos deste trabalho foram verificar o efeito da aplicação de tiametoxam em plantas de cana-de-açúcar; feijoeiro; soja; laranjeira e cafeeiro; em diferentes doses e formas de aplicação (tratamento de sementes; pulverização foliar e aplicação no solo); sobre parâmetros de desenvolvimento (área foliar; massa seca de folhas e raízes; comprimento radicular) e aspectos bioquímicos (teores foliares de nutrientes e atividade enzimática). Os experimentos foram realizados em vasos; no Horto Experimental do Departamento de Ciências Biológicas da ESALQ/USP. Concluiu-se que a aplicação de tiametoxam em pulverização foliar; em cana-deaçúcar; aumenta a área foliar e o comprimento das raízes; amplia a espessura do córtex da raiz; incrementa o diâmetro do cilindro vascular e aumenta o número de metaxilemas; em feijoeiro; em tratamento de sementes; aumenta a área foliar; a massa seca da parte aérea e a atividade da nitrato redutase em folhas e em pulverização foliar aumenta a atividade da nitrato redutase e a atividade da fenilalanina amônia-liase em folhas; em soja; em tratamento de sementes; aumenta a área foliar; massa seca e comprimento das raízes e os teores foliares de cálcio e magnésio; e em pulverização foliar; reduz os teores de fósforo e cálcio; mas aumenta os teores de potássio; em mudas de laranjeira; aplicado no solo; aumenta a área foliar; a massa seca das folhas; a massa seca do caule e ramos e a área foliar média; mas reduz os teores foliares de nitrogênio; fósforo e enxofre; em mudas de café arábica; aplicado na raiz; aumenta o número de folhas; a massa seca de raízes finas e o comprimento das raízes.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: USP/ESALQ/FITOTECNIA
  • Área de Conhecimento: FITOTECNIA
  • Nível: Doutorado
  • Ano da Tese: 2010
  • Tamanho: 1.49 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: