The Penelopiad: A Reconstrução Do Mito Por Margaret Atwood – Maria Do Rosário Silva Leite

The Penelopiad: A Reconstrução Do Mito Por Margaret Atwood – Maria Do Rosário Silva Leite
Acessar

Resumo:

O presente trabalho analisa The Penelopiad: The Myth of Penelope and Odysseus (2005), da autora canadense Margaret Atwood, traduzida para a língua portuguesa, como A Odisséia de Penélope (2005), narrativa caracterizada como recriação do mito homérico. Tal romance proporciona ao leitor um retorno à Grécia antiga, agora com Penélope como protagonista e narradora, abrindo o leque de representações desta figura da mitologia clássica para além da criação de Homero. De acordo com a narrativa homérica, afinada com a construção de um masculino bastante fortalecido à época, a mulher, especialmente a grega, caberia a maternidade e o enclausuramento no gineceu, atividades cumpridas à risca por Penélope, o que reconhecemos na personagem homérica. Porém, na reconstrução e releitura da épica desenvolvida por Atwood, Penélope convida-nos a espiar por entre as névoas de seu passado para ouvirmos a orquestração das falas de toda a sua vida. É nesse contexto que este trabalho pretende apresentar a Penélope de Atwood, reconhecendo uma outra possibilidade criada por esta autora canadense de contar a história clássica, desconstruindo a versão apresentada por Homero em diversos momentos. Portanto, examinando, pois, as “lacunas” ou espaços intersticiais da narrativa homérica, Atwood reconstrói a personagem, ou o mito, concedendo a sua protagonista o direito de se pronunciar sobre o que no texto original passará em silêncio, revelando seu olhar, sua opinião e suas explicações sobre o desenrolar dos fatos.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFPB/J.P./LETRAS
  • Área de Conhecimento: LETRAS
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2010
  • Tamanho: 817.31 KB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: