Testes Para Avaliação Do Vigor De Sementes De Milho Superdoce – Renata Oliveira Alvarenga

Testes Para Avaliação Do Vigor De Sementes De Milho Superdoce – Renata Oliveira Alvarenga
Acessar

Resumo:

A avaliação eficiente do potencial fisiológico é fundamental para a composição de programas de controle de qualidade de sementes. O objetivo da presente pesquisa foi avaliar a sensibilidade de diferentes procedimentos para diferenciar o vigor de amostras de sementes de milho superdoce, com ênfase no teste de emissão da raiz primária. Utilizaram-se sementes dos híbridos ´SWB 551` e ´SWB 585`, cada um representado por seis lotes produzidos pela empresa Dow AgroSciences®. Avaliou-se a germinação e o vigor (primeira contagem de germinação, velocidade de germinação, envelhecimento acelerado tradicional e com solução saturada de NaCl, teste de frio, comprimento de plântulas, emergência de plântulas em campo e emissão da raiz primária). No teste de emissão da raiz primária, foram avaliados, a cada 12 horas, os efeitos de três temperaturas (15°C, 20°C e 25°C), utilizando-se dois critérios (protrusão da raiz primária e registro de plântulas com raiz primária de, pelo menos, 2mm de comprimento). Concluiu-se que o teste de envelhecimento acelerado (procedimento tradicional) é considerado adequado para a avaliação do potencial fisiológico de sementes de milho superdoce. O teste de emissão da raiz primária a 15°C, quando são computadas plântulas com raiz primária de, no mínimo, 2mm de comprimento, também permite diferenciar lotes de sementes de milho superdoce quanto ao vigor.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: USP/ESALQ/FITOTECNIA
  • Área de Conhecimento: AGRONOMIA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2010
  • Tamanho: 734.75 KB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: