Teste Do Micronúcleo No Peixe Marinho Bathygobius Soporator (Valenciennes, 1837) Como Um Biomarcador De Genotoxicidade Em Ambiente Costeiro E Utilização De Teste Ecotoxicológico E Genotóxico Para… – Toni Pablo Souto Galindo

Teste Do Micronúcleo No Peixe Marinho Bathygobius Soporator (Valenciennes, 1837) Como Um Biomarcador De Genotoxicidade Em Ambiente Costeiro E Utilização De Teste Ecotoxicológico E Genotóxico Para… – Toni Pablo Souto Galindo
Acessar

Resumo:

O objetivo deste estudo é avaliar o uso do biomarcador de genotoxicidade micronúcleo pisceo em Bathygobius soporator do litoral de Salvador (Ba). Neste estudo foram avaliados metais (Cr; Cd; Mn; Pb; Hg; Zn) e hidrocarbonetos policíclos aromáticos com os dezesseis compostos prioritários no sedimento. Foram feitas mensurações de oxigênio dissolvido; pH e temperatura da água das poças-de-maré. Foi coletado sangue periférico branquial de adultos da espécie marinha B. soporator para análise de eritrócitos micronucleados em poças-de-maré de dez pontos do litoral da cidade de Salvador. Os resultados mostraram que a freqüência média de micronúcleos foi significativamente mais elevada (p < 0;05) na maioria dos pontos amostrais quando comparadas aos controles negativo e positivo em laboratório. Houve uma correlação (r = -07;43; p = -0;023) pelo teste de correlação de Pearson entre a freqüência média de micronúcleos e o primeiro eixo da análise dos componentes principais; no qual este eixo explicou a maior variação dos dados (70;56%). Não foi possível estabelecer uma correlação entre os HPA e a freqüência de micronúcleos; porém; concluímos que houve uma correlação entre os metais do sedimento e a freqüência de eritrócitos micronucleados dos peixes.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFBA/ECOLOGIA E BIOMONITORAMENTO
  • Área de Conhecimento: ECOLOGIA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2008
  • Tamanho: 719.42 KB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: