Territorialidades E Modo De Vida De Pescadores Do Rio Ituquara, Breves – Pa – Christian Nunes Da Silva

Territorialidades E Modo De Vida De Pescadores Do Rio Ituquara, Breves – Pa – Christian Nunes Da Silva
Acessar

Resumo:

A Geografia sempre teve como preocupação estudar a relação entre os grupos sociais e o meio no qual eles interagem entre si para extração dos recursos naturais e para a sua própria sobrevivência. Sendo que esta relação sempre foi permeada por determinações de Poder na organização das formas de apropriação dos recursos, derivando desta forma em territorialidades diversas. Essas territorialidades demonstram a variedade de atores que estão envolvidos num determinado território e que materializam ações distintas para a apropriação do espaço e para a utilização dos recursos naturais. No caso da pesca isso não é diferenciado, ao se verificar a prática pesqueira pode-se presenciar também uma diversidade de atores: pescadores, comunidades pesqueiras, associações de pesca, intermediários do pescado, órgãos de fiscalização, etc; sendo que cada um deles relacionase de modo diferente com a obtenção e uso dos recursos naturais, materializando ações específicas para a delimitação do território de atuação, adotando territorialidades diversificadas e muitas vezes conflitantes. Mas então, questiona-se com este trabalho, principalmente, de que forma o modo de vida influencia a territorialidade dos pescadores da Colônia de Pescadores Zona 62 de Breves – a Z 62, e como estes pescadores representam este território? Para que se possa responder este questionamento é necessário ter como objetivo principal a análise de como se dá a questão de territorialidade em uma determinada área de atuação dos pescadores da Z 62, o rio Ituquara. Para se conseguir concretizar esta tarefa foi necessário uma pesquisa bibliográfica das principais obras que tratam sobre o tema, priorizando os autores que trabalham na região amazônica e que muito tem contribuído para o incremento da produção bibliográfica sobre a pesca. A pesquisa de campo também foi essencial para a conclusão deste trabalho, enfatizando os momentos importantes dos relatos dos membros da Z 62 e a observação in locus do seu modo de vida.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFPA/GEOGRAFIA
  • Área de Conhecimento: GEOGRAFIA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2006
  • Tamanho: 8.16 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: