Territorialidade Negra Urbana: A Morfologia Sócio-Espacial Dos Núcleos Negros Segundo A Herança Histórica Comum – Michelle Farias Sommer

Territorialidade Negra Urbana: A Morfologia Sócio-Espacial Dos Núcleos Negros Segundo A Herança Histórica Comum – Michelle Farias Sommer
Acessar

Resumo:

O trabalho tem como objetivo caracterizar territorialidade negra urbana através da análise da morfologia sócio-espacial dos núcleos negros considerando que a estruturação sócio-espacial de territórios negros na cidade pode ser compreendida a partir da analogia entre os assentamentos negros estabelecidos na África e Brasil; encovando uma herança histórica comum. Estão inseridas nessa abordagens as áreas remanescentes de quilombos e territórios negros espontâneos – os redutos negros da periferia. A motivação para a realização da pesquisa surge do interesse em verificar a herança morfológica das configurações étnicas negras na forma urbanas das cidades brasileiras. Estuda-se o fenômeno de ocupação territorial dos agrupamentos étnicos negros urbanos em duas vertentes concomitantes: historia e sócio-espacial explorando a possibilidade de apreendê-los morfologicamente a partir de propriedades topológicas associadas a significados sociais tendo na leitura de plantas o elemento essencial de análise. Os territórios negros urbanos são registros cofiguracionais que ganham “sentido” através de figuras conceituais que podem ser “decodificadas” em referencias simbólicas. Os graus de intensidade em que se é verificada a africanidade estão intrinsecamente ligados aos conceitos de territorialização; desterritorialização e reterritorialização; princípios norteados fundamentais na formação de sistemas simbólicos sócio-espacias de grupos étnicos negros contemporâneos.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFRGS/PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL
  • Área de Conhecimento: PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2005
  • Tamanho: 15.79 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: