Solidariedade E Conflito: Estado Liberal E Nação Católica No Pará Sob O Pastorado De Dom Macedo Costa (1862-1889) – Fernando Arthur De Freitas Neves

Solidariedade E Conflito: Estado Liberal E Nação Católica No Pará Sob O Pastorado De Dom Macedo Costa (1862-1889) – Fernando Arthur De Freitas Neves
Acessar

Resumo:

Queria a igreja separar-se do estado? Queria o estado separar-se da igreja? Impossível reconhecer na hierarquia uma resposta positiva para esse dilema quando se percebe o vendaval de forças mobilizadas para a igreja permanecer na direção das almas e das instituições afeitas ao seu trabalho constante de regeneração religiosa e das estruturas necessárias ao aporte de recursos para o oferecimento de serviços simbólicos e dos serviços civis prestados por esta. Se alguns clérigos, no Brasil, a exemplo de outros estados nacionais, assumiram a responsabilidade de talharem um aparelho de estado segundo os modelos liberais de Inglaterra, EUA e França, nem por isso devemos atribuir a igreja ou a hierarquia à predileção por esse tipo de estado. Na década de 1870, os prelados “romanizadores” do Pará e de Pernambuco, D. Macedo Costa e D. Vital Lima, respectivamente, foram condenados à prisão por não levantarem o interdito imposto à Ordem Terceira do Carmo, conforme determinação do imperador, crime que lesava a autoridade deste sobre os assuntos religiosos, até então de alçada do poder civil. Essa condenação é o ápice do litígio entre estado e igreja no Brasil do último quartel do século XIX, pois desse momento em diante as alianças deste bloco de poder sofrerão outras crises (como, por exemplo, as procissões e círios civis, cemitérios, casamentos e registros civis), ganhando cada vez maior envergadura, levando à separação das duas instituições em 1890, pelo decreto da recente república. Esse tem sido o caminho percorrido pela historiografia ao investigar as relações entre estado e igreja. Notadamente, os historiadores da igreja têm assinalado a condição de subalternidade da igreja ante ao estado, visto aquela não controlar nenhum dos meios materiais necessários a sua reprodução institucional. A esse respeito, esse trabalho procura demonstrar os casos como dos bispados, na aurora da república, completamente desprovidos dos recursos necessários à continuidade da proposição católica, sendo imprescindível reaver as edificações, como igrejas, capelas, conventos e colégios, pois graças a estes a igreja conseguia, se fazer presente nos corações e mentes dos fiéis. Assim sendo, o mote da pesquisa é tentar perceber a relação entre igreja na Amazônia, estado e o episcopado nacional durante o pastorado de Dom Macedo Costa

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: PUC/SP/HISTÓRIA
  • Área de Conhecimento: HISTÓRIA
  • Nível: Doutorado
  • Ano da Tese: 2009
  • Tamanho: 2.65 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: