Soldagem Por Fsw De Ligas De Alumínio Alclad Aa2024-T3 E Aa7075-T6 – Artur Suarez Fioravanti

Soldagem Por Fsw De Ligas De Alumínio Alclad Aa2024-T3 E Aa7075-T6 – Artur Suarez Fioravanti
Acessar

Resumo:

A soldagem das ligas de alumínio AA2024-T3 e AA7075-T6 sempre foi um obstáculo para indústria devido à alta suscetibilidade a trincas durante o processo de soldagem ao arco elétrico. Estas ligas são largamente utilizadas na indústria aeronáutica devido a sua alta resistência mecânica e baixo peso específico do alumínio; sendo que o método de união mais utilizado é a rebitagem. Com o advento da soldagem por FSW; surge uma nova oportunidade de união destas ligas sendo que os estudos apresentados até o momento demonstram excelentes propriedades mecânicas da junta. “Friction Stir Welding” – FSW é uma técnica de soldagem desenvolvida em 1991 pelo “The Welding Institute” (TWI) na Inglaterra. Esta solda tem a vantagem de ocorrer no estado sólido; que preserva as propriedades mecânicas das ligas; ao contrário dos métodos de soldagem convencionais que envolvem fusão e produzem; em grande parte; microestruturas com baixas propriedades mecânicas. No processo FSW uma ferramenta de alta resistência mecânica com um determinado perfil é rotacionada de forma a gerar atrito nas peças a serem soldadas. Este atrito gera calor suficiente para aumentar a ductilidade e misturar o material na junta; consolidando o mesmo; sem a ocorrência de fusão. O objetivo deste trabalho é determinar um conjunto de parâmetros através do processo FSW; para soldagem de chapas das ligas Alclad AA2024-T3 e AA7075-T6 com 1;8 mm de espessura; utilizando uma fresadora universal de alta rigidez. Para isso foram desenvolvidas duas geometrias de ferramentas para os quais um conjunto de parâmetros resultasse em soldas livres de defeitos. Uma vez obtidas estas soldas; as mesmas foram testadas através da medição de microdureza; ensaios de dobramento e tração para verificação das propriedades mecânicas resultantes comparadas ao do metal base. Observou-se que algumas juntas; dependendo dos parâmetros e da ferramenta utilizados; não demonstraram ductilidade adequada durante os ensaios de dobramento; embora não apresentassem defeitos na análise macrográfica. Da mesma forma; a resistência mecânica apresentada pelas mesmas atingiu no máximo 70% do metal base; demonstrando ser a técnica; uma boa alternativa a rebitagem. Por fim; para liga AA2024-T3; pode-se obter um conjunto de parâmetros que resultasse em uma solda com as propriedades finais desejadas; ou seja; livre de defeitos; ductilidade adequada e boa resistência à tração.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFRGS/ENGENHARIA MECÂNICA
  • Área de Conhecimento: ENGENHARIA MECÂNICA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2008
  • Tamanho: 3.08 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: