Sobre O Amor Que “Não” Ousa Dizer O Nome – Carolina Da Cunha Reedijk

Sobre O Amor Que “Não” Ousa Dizer O Nome – Carolina Da Cunha Reedijk
Acessar

Resumo:

O presente trabalho aborda a questão da homossexualidade em três contos do escritor Caio Fernando Abreu, publicados em 1982, no livro intitulado Morangos Mofados: Terça-feira gorda, Além do ponto e Aqueles dois. A abordagem da questão da homossexualidade é feita às luzes dos escritos de Michel Pêcheux acerca do discurso, do interdiscurso, do intradiscurso, da memória discursiva, da formação discursiva, da condição de produção dos discursos e do sujeito, às luzes das proposições de Michel Foucault relativas ao discurso, à contradição, à formação discursiva, ao sujeito, à resistência, ao poder e ao autor, às luzes dos postulados de Authier-Revuz referentes à noção de sujeito e de heterogeneidades enunciativas e também às luzes de duas questões abordadas por Stuart Hall, Tomaz Tadeu da Silva e por Kathryn Woodward: identidade e diferença. O método utilizado é o qualitativo-interpretativista. Diante da questão da homossexualidade – unidade temática dos três contos escolhidos como corpus de pesquisa – e diante do arcabouço teórico que fundamenta a presente pesquisa, levantamos as seguintes indagações: como é o discurso homossexual?, como o homossexual materializa seu discurso acerca de sua própria sexualidade?, como ele significa a homossexualidade? Partindo dessas indagações e do arcabouço teórico que sustenta essa dissertação, lançamos a hipótese de que o discurso do homossexual, mesmo buscando significar a homossexualidade de uma forma positiva, não preconceituosa, é afetado por discursos que circulam na sociedade e que representam e significam essa questão negativamente, ou seja, ele é afetado pela sua diferença. Levando em consideração a hipótese levantada, objetivamos perceber de que maneira a temática homossexual tem lugar nos contos, como ela aparece neles, buscamos também detectar como o preconceito entra nos contos, buscamos trazer à tona as diferentes vozes (discursos) com suas diversas formações discursivas e ideológicas acerca da homossexualidade presentes nos diferentes espaços discursivos escolhidos como corpus de pesquisa para tentarmos detectar como os sujeitos, por intermédio de seus discursos, significam a questão da homossexualidade e como são significados por ela, como se posicionam diante dessa questão e se constituem sujeitos, buscamos analisar as diferentes vozes (discursos) com o intuito de mostrar que não há, nas vozes, uma subjetividade individualista, mas sim uma subjetividade coletiva e, por fim, buscamos mostrar que a diferença (o Outro) é o exterior constitutivo do sujeito, de seu discurso, de sua identidade. Pudemos, por meio da análise arrolada, perceber que a hipótese levantada e os objetivos propostos foram alcançados.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFU/ESTUDOS LINGÜÍSTICOS
  • Área de Conhecimento: LINGÜÍSTICA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2006
  • Tamanho: 676.55 KB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: