Situações De Vulnerabilidade E Ambiente Ecológico : Intersecções No Cotidiano De Famílias De Crianças Convivendo Com Doenças Crônicas – Maria De Lourdes Rodrigues Pedroso

Situações De Vulnerabilidade E Ambiente Ecológico : Intersecções No Cotidiano De Famílias De Crianças Convivendo Com Doenças Crônicas – Maria De Lourdes Rodrigues Pedroso
Acessar

Resumo:

O conhecimento acerca do contexto da organização familiar é fundamental para que se possa estabelecer um planejamento adequado das ações de saúde voltadas à promoção de seu bem estar. Situações de vulnerabilidade que interferem no ambiente onde a criança e sua família estão inseridas são traduzidas por condições inadequadas de vida e desenvolvimento. A composição do ambiente em que as atitudes de transformação dos condicionantes de vulnerabilidades estão alocadas é afetada pelo fato de se possuir um filho convivendo com uma patologia crônica e de prognóstico reservado. Este estudo objetivou conhecer as percepções dos familiares sobre as situações de vulnerabilidade e seus componentes relacionados com o ambiente ecológico e que influenciam no crescimento e desenvolvimento de crianças portadoras de doenças crônicas. Trata-se de uma pesquisa qualitativa na perspectiva de um estudo exploratório descritivo, apresentando como contexto as Unidades de Internação Pediátrica do Hospital de Clínicas de Porto Alegre e tendo nove participantes, familiares de crianças, com doença crônica, hospitalizadas. Para a coleta de informações utilizou-se o Método Criativo Sensível, por meio de dinâmicas de criatividade e sensibilidade, sendo analisadas conforme referencial da Análise de Conteúdo proposta por Minayo. Este estudo obteve aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa da Instituição. Como resultados, emergiram três categorias de análise: Microssistema familiar: constructo do componente individual da vulnerabilidade, Vulnerabilidade Programática e sua inserção no mesossistema das Instituições de Saúde, A família como espelho de vulnerabilidades: a estruturação do macrossistema. Configura-se, a partir dos resultados, uma intersecção entre o Marco Conceitual da Vulnerabilidade e a Teoria Sócio-Ecológica, constatando-se que: um componente de vulnerabilidade tem seus reflexos na constituição de todos os outros, existe uma ressonância de acontecimentos presentes em um sistema para os demais do ambiente bioecológico, além disso, observa-se um encontro na constituição do contexto do indivíduo, entre, os sistemas do ambiente bioecológico e os componentes das situações de vulnerabilidade, em uma relação de bidirecionalidade. Este estudo oferece subsídios para o aprimoramento do saber e da práxis da Enfermagem no cuidado à saúde de criança que convive com doença crônica e sua família. Contribui, do mesmo modo, como uma metodologia de cuidado que associa o Conceito de Vulnerabilidade e Teoria Sócio-Ecológica ao visualizar a criança com doença crônica e sua família.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFRGS/ENFERMAGEM
  • Área de Conhecimento: ENFERMAGEM
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2009
  • Tamanho: 1.49 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: