Sistemas De Amortização De Empréstimos E A Capitalização De Juros: Análise Dos Impactos Financeiros E Patrimoniais – Jackson Ciro Sandrini

Sistemas De Amortização De Empréstimos E A Capitalização De Juros: Análise Dos Impactos Financeiros E Patrimoniais – Jackson Ciro Sandrini
Acessar

Resumo:

Estabeleceu-se no sistema judiciário brasileiro uma controvérsia relacionada ao regime de capitalização de juros, quando dos questionamentos legais sobre a liquidação de empréstimos por meio de parcelas periódicas. O objetivo deste trabalho é elucidar a forma de capitalização de juros utilizada nos sistemas de amortização de empréstimos mais usuais no país e suas conseqüências contábeis, com reflexos no patrimônio, e financeiras, com reflexos fiscais. A pesquisa pode ser classificada como aplicada, bibliográfica, descritiva e explicativa. A metodologia deste trabalho segue abordagem racional e dedutiva, por meio de comprovação matemática de pressupostos teóricos. O raciocínio parte do conceito de equivalência financeira para estabelecer a incorporação dos juros nos fluxos de capitais. O desenvolvimento matemático considera que só há dois regimes de capitalização dos juros, simples e composto, e são mutuamente excludentes. A diferença entre eles reside apenas no fracionamento do prazo de aplicação. A demonstração permite verificar que qualquer operação não liquidada integralmente no seu vencimento caracteriza a incidência de juros sobre juros, independente a que título se denomine ou contabilize o pagamento parcial. A capitalização composta nos sistemas de amortização usuais na realidade brasileira é comprovada por meio de quatro formas distintas de cálculo, nos dois regimes: i) caracterização algébrica no desenvolvimento do problema; ii) descapitalização das parcelas para equivalência a valor presente; iii) descapitalização das parcelas para comparação das taxas e iv) demonstração da existência de juros nos saldos devedores, utilizando quatro formas distintas de cálculo, nos dois regimes: i) caracterização algébrica no desenvolvimento do problema; ii) aplicação da fórmula genérica de juros compostos; iii) determinação dos saldos devedores na data zero e capitalizando até a data do saldo devedor pretendido; e iv) desdobramento dos saldos devedores.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFPR/CONTABILIDADE
  • Área de Conhecimento: ADMINISTRAÇÃO
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2008
  • Tamanho: 1,022.40 KB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: