Potencial De Uso De Bacterias Associadas Ao Sistema Radicular De Abacaxizeiros (Ananas Spp.) No Controle Da Fusariose (Fusarium Gutttiforme Nirenberg & O’Donnell) – Rafael Oliva Trocoli

Potencial De Uso De Bacterias Associadas Ao Sistema Radicular De Abacaxizeiros (Ananas Spp.) No Controle Da Fusariose (Fusarium Gutttiforme Nirenberg & O’Donnell) – Rafael Oliva Trocoli
Acessar

Resumo:

Atividade de alta relevância sócio-econômica para o Brasil, a abacaxicultura está presente em diversas regiões. Todavia, a fusariose, doença causada por Fusarium guttiforme Nirenberg & O’Donnell, pode provocar perdas de até 80% da produção, constituindo o principal fator limitante da cultura. O controle da doença baseia-se na integração de práticas culturais, onde o uso de variedades resistentes e a aplicação de agroquímicos constituem as principais estratégias recomendadas. O fato de a maioria das variedades exploradas comercialmente no Brasil ser suscetível à fusariose, implica na necessidade da aplicação de fungicidas. O uso de outros métodos de controle alternativos como o controle biológico poderiam minimizar o uso de agroquímicos. Entretanto, existe uma escassez de estudos direcionados ao controle biológico da fusariose, que aliada à crescente demanda por métodos alternativos ao uso de agroquímicos justificam este trabalho. Os objetivos deste estudo foram: a) revisar o conhecimento científico sobre a abacaxicultura e a fusariose, b) isolar e selecionar bactérias da rizosfera de abacaxizeiros resistentes à fusariose quanto à redução da colonização de F. guttiforme, e c) verificar em condições de campo, o efeito dos isolados selecionados no controle da fusariose do abacaxizeiro. De um total de 226 bactérias oriundas da rizosfera ou de provável origem endofítica, os testes de seleção em condições controladas revelaram um grupo de 26 bactérias, que reduziram totalmente a colonização de F. guttiforme. Nos estudos conduzidos em campo cinco isolados (E053L, E011F2, R183S5, R192MG e E043F3) reduziram significativamente a intensidade da doença. Dentre esses, E053L apresentou maior eficiência, seguido por E011F2, R183S5, R192MG e E043F3. Esses isolados são potenciais agentes de biocontrole da fusariose do abacaxizeiro, pelo que estudos futuros visando o uso desses agentes dentro do programa de produção integrada de abacaxi no Brasil são necessários.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFRB/MICROBIOLOGIA AGRÍCOLA
  • Área de Conhecimento: MICROBIOLOGIA AGRÍCOLA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2010
  • Tamanho: 2.24 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: