Perspectivas De Crescimento De Atividades Industriais Em Municípios No Entorno Do Gasoduto Coari-Manaus – Manoel Rodrigues Terceiro Neto

Perspectivas De Crescimento De Atividades Industriais Em Municípios No Entorno Do Gasoduto Coari-Manaus – Manoel Rodrigues Terceiro Neto
Acessar

Resumo:

O dinamismo da economia do Estado do Amazonas centra-se quase completamente em Manaus, sua capital. Ao mesmo tempo em que a economia urbana centrada em Manaus cresce, os demais municípios situados no interior das fronteiras do Estado não dão mostra de grande dinamismo econômico. Suas economias continuam a depender, sobretudo, de transferências constitucionais governamentais e, em menor escala, do pequeno comércio, da pequena indústria e do extrativismo animal e vegetal e da pequena agricultura, de modo que as perspectivas de crescimento são amortecidas por falta de um projeto de grande impacto econômico, resultando no agravamento das desigualdades econômicas intra-regionais. Apesar disso, os esforços continuam na direção de criação de condições endógenas de crescimento, para que os rendimentos crescentes de escala surjam espontaneamente no processo produtivo e, por conta deste fenômeno, resultem em crescimento econômico. Neste contexto, espera-se que a construção do Gasoduto Coari-Manaus seja um condicional para esse modelo de desenvolvimento nos sete municípios de entorno: Coari, Codajás, Anamã, Anori, Caapiranga, Manacapuru e Iranduba. Assim, este estudo visa diagnosticar as atividades produtivas que oferecem reais condições de prosperar, em municípios no entorno do Gasoduto e, especificamente, pretendese: a) analisar as similaridades econômicas entre os municípios, por meio de análise de agrupamentos; b) identificar as atividades econômicas com maiores propensões a consumirem gás natural; e c) definir a localização das atividades industriais por meio de coeficientes de análise regional, tendo como variável comum o consumo de energia elétrica industrial. O marco conceitual deste estudo assenta-se nos conceitos de desenvolvimento endógeno, infra-estrutura social e externalidades. O método de análise pautou-se, primeiramente, em realizar uma análise multivariada (análise de agrupamentos), a fim de identificar as similaridades entre os municípios, por meio de atividades produtivas. Além disso, procedeu-se a uma análise de variância para verificar as atividades industriais com menor instabilidade no consumo de energia. Utilizou-se, também, de indicadores de análise regional para definir a localização dos empreendimentos industriais a partir do consumo industrial de energia elétrica. Os resultados obtidos mostram que é possível, apesar da heterogeneidade econômica entre os sete municípios, reuni-los em três grupos, compreendendo no Grupo 1 Anori, Anamã, Caapiranga e Codajás, no Grupo 2, Manacapuru e Coari e, no Grupo 3, Iranduba, cujos municípios são homogêneos entre si. A análise de variância permite identificar que atividades se diferenciam das demais no consumo de energia, de modo que serão possíveis candidatas a usufruir do gás natural disponibilizado. Resulta, também, que as atividades industriais alimentícias não estão concentradas em nenhum ponto específico da região em estudo e que os Grupos possuem distintas especializações, de acordo com suas particularidades. Conclui-se que a atividade industrial “fabricação de produtos cerâmicos”, concentrada nos Grupos 1 e 2, especificamente nos municípios de Iranduba e Manacapuru, é a atividade mais promissora para utilização do gás natural ou da energia elétrica gerada a partir dele, seguida das atividades “frigorífico”, “fabricação de gelo” e “desdobramento de madeira”.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFAM/DESENVOLVIMENTO REGIONAL
  • Área de Conhecimento: Área Não Informada
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2008
  • Tamanho: 1.11 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: