Obtenção De Membrana Trocadora De Prótons Para Uso Em Célula A Combustível, A Base De Polipropileno (Pp) – Heloisa Augusto Zen

Obtenção De Membrana Trocadora De Prótons Para Uso Em Célula A Combustível, A Base De Polipropileno (Pp) – Heloisa Augusto Zen
Acessar

Resumo:

A enxertia induzida pela radiação gama do estireno em filme de polipropileno (PP) foi realizada pelo método simultâneo de irradiação utilizando uma fonte de cobalto – 60. Os filmes de PP foram imersos em solução de estireno e tolueno (1:1 e 4:1, v/v) sob atmosfera inerte e temperatura ambiente e então submetidos a 20, 40, 80 e 100 kGy. Após a reação de enxertia os filmes foram mantidos à temperatura ambiente e ainda em atmosfera inerte por 7, 14, 21 e 28 dias para avaliar a variação no grau de enxertia em relação ao tempo pósirradiação. No fim de cada período os filmes foram sulfonados para conferir ao PP a propriedade de hidrofilicidade. O grau de enxertia (DOG) foi determinado gravimetricamente e as mudanças químicas nos filmes enxertados e sulfonados foram analisadas por Espectroscopia no Infravermelho, Termogravimetria (TGA), Calorimetria Exploratória Diferencial (DSC) e foi também calculada a Capacidade de Troca Iônica (IEC). O maior grau de enxertia foi obtido após 21 dias de reação pós-irradiação simultânea. Pela análise termogravimétrica os filmes enxertados mostraram perda de estabilidade térmica, porém, após a sulfonação houve um aumento na estabilidade. Pela análise de DSC foi possível verificar que não houve drástica alteração de temperaturas de fusão da matriz polimérica após a enxertia e subseqüente sulfonação. O cálculo de IEC mostrou que a membrana modificada possui propriedade de condutividade iônica.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: USP/TECNOLOGIA NUCLEAR
  • Área de Conhecimento: ENGENHARIA DE MATERIAIS E METALÚRGICA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2008
  • Tamanho: 608.35 KB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: