O Estresse No Trabalho Dos Agentes Comunitários De Saúde Do Município Do Rio De Janeiro Rio De Janeiro 2010 – Luiz Fernanado Boiteux Santos

O Estresse No Trabalho Dos Agentes Comunitários De Saúde Do Município Do Rio De Janeiro Rio De Janeiro 2010 – Luiz Fernanado Boiteux Santos
Acessar

Resumo:

O estudo das dimensões psicossociais do trabalho tem aumentado em importância nas últimas décadas; devido ao novo contexto político e econômico mundial de globalização; que determina mudanças no mundo do trabalho e expõe trabalhadores a fatores de risco ocupacional; entre eles o estresse. A categoria profissional do Agente Comunitário de Saúde (ACS); criada no contexto das reformas sanitárias atravessadas pelo Brasil desde a década de 80; tem como um dos principais propósitos atuar na reorganização do sistema de saúde do país. O ACS tem como especificidade e pré-requisitos a necessidade de ser morador da região atendida pela Equipe de Saúde da Família; fato este responsável por um aspecto único dentro do estudo na área de saúde do trabalhador. Nesse cenário o enfermeiro exerce papel de liderança e possui uma característica marcante; que é a manutenção de constante contato com a comunidade; realizando atividades de grande interação com os ACS; devendo evitar ou minimizar fatores estressores e possíveis agravos à saúde no âmbito da Saúde do Trabalhador. O presente estudo tem como objeto o trabalho do ACS como gerador de estresse ocupacional no Programa de Saúde da Família. Tem como objetivo geral discutir o estresse ocupacional na percepção dos ACS no PSF; numa Área Programática do Município do Rio de Janeiro. Trata-se de um estudo descritivo e de abordagem qualitativa. O cenário do estudo foram Unidades de Saúde da Família do Município do Rio de Janeiro; e os sujeitos 32 ACS inseridos em três módulos do PSF. A coleta de dados foi realizada através de entrevistas individuais semi-estruturadas; organizadas e analisadas utilizando a metodologia da Análise de Conteúdo; a partir da qual foram identificadas as seguintes categorias: frustração; trabalho do ACS; representação do trabalho; processo de trabalho; o estresse e relação trabalho x saúde. Os resultados identificam o baixo reconhecimento interferindo na produtividade e na auto-estima; excessiva intensidade e ritmo empregados no trabalho; valorização da burocracia na execução do trabalho; violência como fator de insegurança e reconhece a interferência do estresse na saúde tanto física quanto psíquica. A análise do trabalho do ACS atuante no PSF aponta aspectos que dificultam sua plena atuação; assim como a prática estende-se para além dos conceitos normatizados contidos nas Portarias e outros instrumentos que regulamentam suas atribuições. O trabalho real representa um universo mais complexo e rico do que o trabalho prescrito; que nesse estudo; apresentou-se como fonte geradora de tensão; adoecimento e mal estar; expresso nas vocalizações de queixas.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UERJ/ENFERMAGEM
  • Área de Conhecimento: SAÚDE COLETIVA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2010
  • Tamanho: 902.10 KB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF:

Recomendamos para você

Abaixo você vai encontrar uma lista de livros que na nossa opinião podem ser interessantes para você.

São itens relacionados a esta oferta que você provavelmente vai gostar. Dá uma olhada! 👌

Termos relacionados

  • livro O Estresse No Trabalho Dos Agentes pdf
  • livro O Estresse No Trabalho Dos Agentes baixar
  • livro O Estresse No Trabalho Dos Agentes epub
  • livro O Estresse No Trabalho Dos Agentes comprar
  • livro O Estresse No Trabalho Dos Agentes online
  • livro O Estresse No Trabalho Dos Agentes mobi
  • livro O Estresse No Trabalho Dos Agentes download