O Cotidiano Da Rua: Um Estudo Através Da Percepção Do Gazeteiro De Fortaleza – Esther Weintraub Gaspar

Acessar

Resumo:

Registro de uma pesquisa acerca da percepção do gazeteiro sobre o cotidiano da rua, destacando o trabalho, a sociabilidade, o risco e lazer. A dissertação teve como objetivo analisar as representações que os gazeteiros fazem de suas vivências em seu local de trabalho, assim como averiguar o perfil socioeconômico e cultural desses sujeitos e identificar indícios de sofrimento psíquico referente às especificidades do trabalho na rua. Os métodos utilizados na pesquisa foram: a observação de campo, questionários e entrevistas e grupo focal. A observação de campo foi realizada através de acompanhamentos da rotina de trabalho do gazeteiro. Nesse momento foram feitas anotações sobre as percepções e relatos dos sujeitos em um diário de campo. Os questionários e entrevistas aconteceu com gazeteiros que prestam serviço a uma empresa jornalística de Fortaleza, objetivando conhecer e traçar o perfil desses sujeitos, visando colher depoimentos que auxiliassem na compreensão da percepção, representação da rua pelo gazeteiro e seu comportamento neste espaço. Entrevistei gazeteiros que estivessem trabalhando de forma regular, há, no mínimo, 12 meses, tendo em vista que, assim, poderíamos obter dados de pessoas que já tinham um tempo de vivência na atividade. Os questionários foram aplicados a 135 gazeteiros e as entrevistas foram realizadas com 10 gazeteiros. O grupo focal teve como objetivo gerar discussões sobre o trabalho do gazeteiro e como ele percebe o seu ambiente laboral, ou seja, a rua. O uso do grupo focal é particularmente importante quando o objetivo é explicar como as pessoas consideram uma experiência, uma idéia ou um evento, visto que a discussão durante as reuniões é efetiva em conhecer informações sobre o que as pessoas pensam ou sentem, ou, ainda, sobre a forma como agem. Como conclusão foi constatado que a rua é representada, principalmente, como espaço de trabalho pelo gazeteiro. Mas, durante a pesquisa percebemos que também há uma vinculação da rua como sendo um ambiente de socialização, inclusão social e lazer, proporcionando assim, relações com outras pessoas e construção de uma identidade social. Porém, a pesquisa também mostrou que a rua, para o gazeteiro, é percebida como um espaço de risco, pois neste ambiente público, geralmente, há a presença de assaltantes, marginais e viciados em drogas. Além disso, existe o preconceito, 7 por parte de algumas pessoas, que acreditam que o vendedor de jornal, por estar na rua, também pode ser um assaltante. Através da pesquisa constatei que a idéia inicial de que a percepção da rua na visão do gazeteiro estava vinculada, principalmente ao risco, era errônea. Na verdade, o que se sobressaiu durante toda a pesquisa foram os pontos favoráveis que a rua, ou seja, o ambiente da rua é também de sociabilidade e lazer.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UNIFOR/PSICOLOGIA
  • Área de Conhecimento: PSICOLOGIA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2006
  • Tamanho: 834.27 KB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF:

Recomendamos para você

Abaixo você vai encontrar uma lista de livros que na nossa opinião podem ser interessantes para você.

São itens relacionados a esta oferta que você provavelmente vai gostar. Dá uma olhada! 👌

Termos relacionados

  • livro O Cotidiano Da Rua: Um Estudo pdf
  • livro O Cotidiano Da Rua: Um Estudo baixar
  • livro O Cotidiano Da Rua: Um Estudo epub
  • livro O Cotidiano Da Rua: Um Estudo comprar
  • livro O Cotidiano Da Rua: Um Estudo online
  • livro O Cotidiano Da Rua: Um Estudo mobi
  • livro O Cotidiano Da Rua: Um Estudo download