O Conhecimento Dos Comandantes De Navios Sobre Bioinvasão Por Água De Lastro Nos Portos Do Estado Do Paraná E A Importância Da Educação Ambiental – Leticia Knechtel Procopiak

Acessar

Resumo:

As bioinvasões por água de lastro de navios podem causar impactos sócio-econômicos e ambientais em vários ecossistemas; sendo a água de lastro considerada um dos principais vetores de transferência de espécies exóticas; nocivas e patogênicas de um porto a outro. Apesar da legislação e campanhas educativas; as invasões ainda estão ocorrendo. O comandante do navio que; conforme a hierarquia da marinha mercante; é o responsável por tomar todas as decisões na embarcação; delegando normas de conduta e tarefas aos seus subordinados; incluindo o procedimento da execução da troca do lastro. Assim; houve necessidade de investigar o conhecimento; formal e não formal; destes oficiais em relação aos impactos causados pelas invasões biológicas e a pertinente importância do emprego de métodos que previnam a introdução de espécies através do despejo da água de lastro. Para tal; foram realizadas vinte entrevistas com estes oficiais; nos navios atracados nos Terminais Portuários da Ponta do Félix S.A.; em Antonina e nos do Terminal de Contêineres de Paranaguá. Além disso; foram analisados os formulários sobre água de lastro destes navios. A formação dos oficiais; em termos de conteúdos ambientais; aborda principalmente a MARPOL e leis e normas ambientais. Foi notável a confusão em relação aos conteúdos ambientais e os aspectos legais; estes sendo confundidos também com conteúdos de Educação Ambiental; ética e cidadania. A maioria dos oficiais tem noção dos impactos que são causados pela água de lastro; sabem da importância da troca oceânica como medida preventiva; mas nem todos sabem exatamente por que devem cumprir o que está disposto na lei. Os oficiais informaram que durante a navegação de cabotagem não há tempo para se trocar o lastro e a NORMAM 20; norma marítima brasileira que trata sobre as questões do lastro; estabelece que navios que navegam na costa brasileira não precisam trocar o lastro. Neste caso; a norma carece de medidas específicas que envolvam os estuários; pois recentemente ocorreram invasões no Complexo Estuarino de Paranaguá; provavelmente provenientes da navegação de cabotagem. Assim; para se suprir estas carências na formação dos oficiais; é necessário o investimento nestes cursos; buscando uma ênfase à Educação Ambiental e aos impactos causados pelos navios; incluindo a bioinvasão por água de lastro no contexto social e econômico. Noções da biologia das espécies invasoras e dos ecossistemas deveriam ser mais detalhadas nos cursos. Não basta apenas conhecer as leis; mas sim entender o que as justificam; e não simplesmente cumpri-la devido às sanções punitivas; pois uma vez que há a compreensão o cumprimento vem naturalmente; pois há a verdadeira conscientização do problema.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFPR/MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO
  • Área de Conhecimento: ECOLOGIA
  • Nível: Doutorado
  • Ano da Tese: 2009
  • Tamanho: 2.93 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF:

Recomendamos para você

Abaixo você vai encontrar uma lista de livros que na nossa opinião podem ser interessantes para você.

São itens relacionados a esta oferta que você provavelmente vai gostar. Dá uma olhada! 👌

Termos relacionados

  • livro O Conhecimento Dos Comandantes De Navios pdf
  • livro O Conhecimento Dos Comandantes De Navios baixar
  • livro O Conhecimento Dos Comandantes De Navios epub
  • livro O Conhecimento Dos Comandantes De Navios comprar
  • livro O Conhecimento Dos Comandantes De Navios online
  • livro O Conhecimento Dos Comandantes De Navios mobi
  • livro O Conhecimento Dos Comandantes De Navios download