O 1.8 Cineol Inibe A Motilidade Gastrintestinal Em Ratos Acordados E Anestesiados – José Ricardo Cunha Neves

O 1.8 Cineol Inibe A Motilidade Gastrintestinal Em Ratos Acordados E Anestesiados – José Ricardo Cunha Neves
Acessar

Resumo:

Estudar o efeito do OECN e do 1.8 cineol; componentes do Cróton nepetaefolius; planta do Nordeste usada na medicina popular para distúrbios do trato gastrintestinal (TGI); sobre o comportamento motor do TGI de ratos Wistar. Para tanto;foram utilizados 121 animais machos; pesando entre 200 a 350g; distribuídos nos dois seguintes grupos de estudo: i) esvaziamento gástrico (EG); trânsito gastrintestinal (GI) de líquido e pressão arterial (PA) em ratos acordados; ii) complacência gástrica; PA; pressão venosa central (PVC) e freqüência cardíaca (FC) de ratos anestesiados. Foram avaliados; em 106 ratos acordados sob jejum e livre acesso à água por 24h; o efeito da injeção (0;2mL; e.v.) de OECN (3g/Kg) e do 1.8 cineol (1; 3; 10 e 30g/Kg) ou veículo (salina 0;9%) sobre o EG e o trânsito GI de líquido; bem como sobre a PA. Mediante gavagem; 1;5mL da refeição-teste (vermelho de fenol – 0;5mg/mL em glicose a 5%) foi injetada no estômago. Depois de 10min;foram sacrificados os animais e; após laparotomia; obstruímos o piloro; o cárdia e o íleo terminal. Removeu-se e dividiu-se o TGI em: estômago e segmentos consecutivos do intestino delgado (40% iniciais; 30% mediais e 30% terminais). A retenção fracional de vermelho fenol em cada segmento; medida por espectrofotometria à 560nm; permitiu o cálculo do EG e trânsito GI. Em um grupo separado de animais; a PA foi monitorada continuamente por meio de um sistema digital de aquisição de dados durante 20min antes e 30min após o tratamento com 1.8 cineol ou diluente. Comparado ao grupo controle; observou-se aumento da retenção gástrica (p<0;05) de 43;9±34% (grupo controle salina) para 54;9±4;7; 61;3±3;3; 56;2±1;7 e 55;8±2;1% nos animais tratados com 1.8 cineol nas doses de 1; 3; 10 e 30 g/Kg; respectivamente sacrificados 10 min após a gavagem. Observou-se também diminuição significativa do trânsito gastrintestinal neste grupo de animais. O 1.8 cineol induziu diminuição (p<0;05) da PA em relação ao período basal (de 124±5;2 para 119±5;2; 100;2±4;3; 99;8±0;5 e 88;6±2;7mmHg) nas doses de 1; 3; 10 e 30 g/Kg. Este efeito foi fugaz para a dose de 1 e 3g/Kg em relação ao período basal. Entretanto; nas doses de 10 e 30 g/Kg ; os animais não apresentaram recuperação da PA. O tratamento com OECN aumentou significativamente a retenção gástrica (53;1±2;4 vs 43;9±3;4) enquanto diminui o trânsito gastrintestinal quando comparamos aos animais que receberam tratamento com salina. O pré-tratamento cirúrgico por vagotomia subdiafragmática; mas não a esplancnotomia; inibiu os efeitos do 1.8 cineol sobre os EG e trânsito gastrintestinal de líquidos. Os estudos de complacência gástrica foram conduzidos em 15 ratos anestesiados; sob jejum de 24h. As variações do volume gástrico (VG); foram medidas por pletismografia; enquanto a PA; FC e PVC foram monitoradas continuamente por um sistema digital de aquisição de dados. Observou-se diminuição do VG; o qual foi significativo aos 30; 40; 50 e 60min após o tratamento com 1.8 cineol (3µg/Kg) quando comparado ao perído basal (2;0±0;1; 1;9±0;1; 1;8±0;1 e 1;7±0;1mL; vs 2;1±0;2mL – p<0;05). A PA apresentou queda significativa após a administração de 1.8 cineol (3µg/Kg); mantendo-se assim durante os 60min de monitoração (87;9±7;7; 87;6±7;1; 87;9±6;4; 87;8±5;7; 86;0±5;5 e 87;7±6;0mmHg; respectivamente vs 94;4±6;2; mmHg); bem como a FC (366;3±13;4; 361;7±11;5; 357;3±10;4; 353;0±10;4; 348;3±11;1 e 350;4±13;7bpm respectivamente vs 395;2±11;1bpm). Já a PVC não sofreu variações significativas durante o tratamento. Em conclusão o OECN e o 1.8 cineol diminuem a motilidade gastrintestinal; retardando o EG e o trânsito GI de líquido em ratos acordados; diminui a complacência gástrica em ratos anestesiados além de apresentar efeitos hipotensor e bradicárdico; provavelmente por ação direta sobre a musculatura lisa gastrintestinal e vascular e modulação do sistema nervoso parassimpático.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFC/CIRURGIA
  • Área de Conhecimento: MEDICINA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2006
  • Tamanho: 285.09 KB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF:

Recomendamos para você

Abaixo você vai encontrar uma lista de livros que na nossa opinião podem ser interessantes para você.

São itens relacionados a esta oferta que você provavelmente vai gostar. Dá uma olhada! 👌

Termos relacionados

  • livro O 1.8 Cineol Inibe A Motilidade pdf
  • livro O 1.8 Cineol Inibe A Motilidade baixar
  • livro O 1.8 Cineol Inibe A Motilidade epub
  • livro O 1.8 Cineol Inibe A Motilidade comprar
  • livro O 1.8 Cineol Inibe A Motilidade online
  • livro O 1.8 Cineol Inibe A Motilidade mobi
  • livro O 1.8 Cineol Inibe A Motilidade download