Nutrição, Produção E Qualidade Do Fruto Em Mamoeiro ‘Tainung 1’ Adubado Com Nitrogênio E Potássio – Maria José Tôrres Câmara

Nutrição, Produção E Qualidade Do Fruto Em Mamoeiro ‘Tainung 1’ Adubado Com Nitrogênio E Potássio – Maria José Tôrres Câmara
Acessar

Resumo:

Considerando a grande exigência de Nitrogênio e Potássio pelo mamoeiro e a falta de investigações na região sobre a dose ótima para a cultura, levando em conta que a região produtora do mamoeiro Formosa do RN e CE apresenta baixo teor de matéria orgânica, solos e água ricos em Ca que eleva a relação Ca/K no solo, podendo exigir que os teores absolutos do K no solo sejam mais altos para uma boa resposta da planta. Dentro deste contexto, objetivou-se avaliar o efeito da adubação com N e K2O na nutrição, produção e qualidade do fruto do mamoeiro no município de Baraúna (RN). O experimento foi desenvolvido com mamão (Carica papaya L.), do grupo Formosa, cultivar ‘Tainung 1’. O delineamento experimental utilizado foi em blocos casualizados, com quatro repetições, utilizando para composição dos tratamentos a matriz experimental Plan Puebla III modificada por Leite (1984), sendo compostos da combinação de dois fatores: doses de nitrogênio e potássio aplicado em cobertura (fertirrigação e de forma convencional), usando como fontes a uréia e cloreto de potássio, respectivamente, obtendo-se 10 tratamentos (N1K1=10%-10%, N1K2=10%-60%, N2K1=60%-10%, N2K2=60%-60%, N2K4=60%-140%, N3K3=100%-100% (dose aplicada pela Fazenda WG), N4K2=140%-60%, N4K4=140%-140%, N4K5=140%-190%, N5K4=190%-140%. Foi feita a análise nutricional de toda a planta, avaliações das características de produção e das características qualitativas. Os teores de nutrientes encontrados no limbo e no pecíolo nos três períodos analisados estiveram sempre na faixa ou acima do padrão recomendado para o mamoeiro, com exceção do P no limbo e pecíolo e do K no limbo (18 e 22 semanas), que apresentaram teores abaixo do recomendado. Os pontos de máximo encontrados em resposta às doses de N e K aplicadas foram absorções de luxo, exceto para o P. Do início da produção até o mamoeiro completar um ano, as doses de N apresentaram-se com maior significância que as doses de K, onde o número de frutos e a produtividade apresentaram melhores resultados, com doses de N entre 100% (N3) e 140% (N4) combinadas com as doses de K2O de 60% (K2). A grande quantidade de chuvas ocorridas anteriormente ao período compreendido entre a 48ª e 61ª semana proporcionou baixa produção, obtendo-se os melhores resultados com os tratamentos que tinham recebido no período anterior, maiores doses, principalmente de K2O. Com a retomada das adubações ocorreram os melhores resultados com as doses de N e K correspondentes aos tratamentos N3 (100%) e K4 (190%). De forma geral, os frutos apresentaram bons resultados pós-colheita independentemente dos tratamentos.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFERSA/FITOTECNIA
  • Área de Conhecimento: AGRONOMIA
  • Nível: Doutorado
  • Ano da Tese: 2009
  • Tamanho: 3.15 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF:

Recomendamos para você

Abaixo você vai encontrar uma lista de livros que na nossa opinião podem ser interessantes para você.

São itens relacionados a esta oferta que você provavelmente vai gostar. Dá uma olhada! 👌

Termos relacionados

  • livro Nutrição, Produção E Qualidade Do Fruto pdf
  • livro Nutrição, Produção E Qualidade Do Fruto baixar
  • livro Nutrição, Produção E Qualidade Do Fruto epub
  • livro Nutrição, Produção E Qualidade Do Fruto comprar
  • livro Nutrição, Produção E Qualidade Do Fruto online
  • livro Nutrição, Produção E Qualidade Do Fruto mobi
  • livro Nutrição, Produção E Qualidade Do Fruto download