Nucleotídeos Na Dieta De Frangos De Corte Criados No Sistema Alternativo – Vanessa Cristina Pelicia

Nucleotídeos Na Dieta De Frangos De Corte Criados No Sistema Alternativo – Vanessa Cristina Pelicia
Acessar

Resumo:

ADIÇÃO DE NUCLEOTÍDEOS NA DIETA DE FRANGOS DE CORTE ALTERNATIVOS E SEUS EFEITOS NO DESEMPENHO; NO RENDIMENTO DE CARCAÇA E DE PARTES E NA MORFOLOGIA DA MUCOSA INTESTINAL Resumo Diante da crescente proibição da utilização dos antibióticos promotores de crescimento na produção animal; a busca por alternativas naturais é pauta atual entre os pesquisadores. Sobre estes aspectos; os nucleotídeos tornam-se um suplemento interessante na criação de frangos alternativos; pois vem demonstrando efeito benéfico sobre a integridade; desenvolvimento e turnover celular intestinal; entre outros. Com o presente trabalho; objetivou-se avaliar o efeito da suplementação com nucleotídeos na dieta sobre o desempenho; rendimento de carcaça e de partes e na morfologia da mucosa do intestino delgado de frangos de corte criados no sistema alternativo. Foram utilizados 600 pintos de corte machos da linhagem Ross distribuídos em delineamento em blocos casualizados com ® e com seis tratamentos (rações sem promotor de crescimento antimicrobiano Surmax adição de 0; 0;04; 0;05; 0;06 e 0;07% de nucleotídeos e uma ração com promotor de crescimento antimicrobiano e sem adição de nucleotídeos); com quatro repetições de 25 aves cada. As rações foram formuladas a base de milho e farelo de soja sem ingredientes de origem animal e sem adição de anticoccidianos. Com três dias de idade as aves foram vacinadas contra coccidiose via água de bebida. As análises estatísticas dos dados de desempenho; rendimento de carcaça e partes e morfologia intestinal foram feitas pela análise de variância 5% de significância. Não foram encontradas diferenças significativas entre os tratamentos para as variáveis estudadas. Numericamente observou-se maior ganho de peso (GPD) e melhor conversão (CA) alimentar para o tratamento com 0;05% de inclusão de nucleotídeos aos 7 dias de idade e aos 21 e 42 dias de idade; maior GPD para o tratamento com 0;07% de inclusão. Diante desses resultados conclui-se que os nucleotídeos adicionados à dieta não influenciam no rendimento de carcaça e de partes e na morfologia intestinal aos 42 dias de idade. Porém em níveis iguais ou superiores a 0;05% os nucleotídeos favorecem o desempenho de frangos de corte alternativos; não diferindo dos frangos criados com dieta convencional contendo antibióticos promotores de crescimento. ADIÇÃO DE NUCLEOTÍDEOS NA DIETA DE FRANGOS DE CORTE ALTERNATIVOS E SEUS EFEITOS NA TAXA DE TURNOVER DA MUCOSA INTESTINAL ANTES E APÓS LESÕES CAUSADAS POR COCCIDIOSE Resumo Estudos recentes têm demonstrado que os nucleotídeos da dieta são capazes de melhorar a resposta imune; prevenir os efeitos negativos sobre a estrutura do intestino sendo importantes no controle do turnover celular e; conseqüentemente; prevenir quedas de desempenho. Assim; com o objetivo de avaliar o efeito da suplementação de nucleotídeos sobre taxa de turnover da mucosa intestinal de frangos de corte alternativos submetidos ou não a desafio por coccidiose; por meio de análise isotópica; foram utilizados 264 pintos de ; sem corte machos submetidos a dois tratamentos iniciais: t1 = dieta predominantemente C 3 suplementação com nucleotídeos; t2 = t1 suplementada com 0;07% nucleotídeos. Com 16 dias de idade metade das aves foi inoculada com oocistos de Eimeria acervulina e a partir; sem de 21 dias foram submetidas a quatro tratamentos T1 = dieta predominantemente C 4 suplementação com nucleotídeos; T2 = T1 suplementada com 0;07% de nucleotídeos; T3 = T1 com desafio de coccidiose e T4 = T2 com desafio de coccidiose. Os dados obtidos pela análise isotópica foram analisados por meio do método de equação exponenciais de ® 6.0 Professional (Microcal Software; 1999). Na fase primeira ordem do software Origin inicial (de 1 a 21 dias de idade) o valor de meia vida encontrado na mucosa intestinal das aves foi ligeiramente menor para as aves que receberam dieta suplementada; indicando que a suplementação com nucleotídeos propicia pequena aceleração na velocidade de troca do carbono na mucosa intestinal de frangos de corte na fase inicial de crescimento e; portanto; maior aceleração no crescimento intestinal. Na fase de 21 a 42 dias de idade não houve influência dos nucleotídeos para os grupos não desafiados. Porém; para os grupos desafiados; o valor de meia vida da mucosa intestinal encontrado nas aves que receberam dieta sem adição de nucleotídeos foi quase 30% maior em relação àqueles que receberam dieta com nucleotídeos; indicando maior taxa de turnover da mucosa intestinal do grupo que recebeu dieta suplementada. Esse resultado mostra que a adição de nucleotídeos promoveu aceleração no processo de renovação da mucosa intestinal e sua regeneração após os danos causados por patógenos.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UNESP/BOT/ZOOTECNIA
  • Área de Conhecimento: ZOOTECNIA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2008
  • Tamanho: 1.65 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF:

Recomendamos para você

Abaixo você vai encontrar uma lista de livros que na nossa opinião podem ser interessantes para você.

São itens relacionados a esta oferta que você provavelmente vai gostar. Dá uma olhada! 👌

Termos relacionados

  • livro Nucleotídeos Na Dieta De Frangos De pdf
  • livro Nucleotídeos Na Dieta De Frangos De baixar
  • livro Nucleotídeos Na Dieta De Frangos De epub
  • livro Nucleotídeos Na Dieta De Frangos De comprar
  • livro Nucleotídeos Na Dieta De Frangos De online
  • livro Nucleotídeos Na Dieta De Frangos De mobi
  • livro Nucleotídeos Na Dieta De Frangos De download