Níveis De Farinha De Peixe Em Rações Para Alevinos E Juvenis De Tilápia-Do-Nilo (Oreochromis Niloticus) – Edvânia Da Conceição Pontes

Níveis De Farinha De Peixe Em Rações Para Alevinos E Juvenis De Tilápia-Do-Nilo (Oreochromis Niloticus) – Edvânia Da Conceição Pontes
Acessar

Resumo:

Dois experimentos foram realizados no Laboratório de Digestibilidade de Peixes; localizado na Estação de Piscicultura da Universidade Federal de Lavras; em Lavras; MG. O objetivo foi avaliar diferentes níveis de farinha de peixe relacionando desempenho; análise hematológica e digestibilidade; em duas fases de cultivo de tilápia-do-nilo (Oreochromis niloticus) proveniente de uma mesma desova. No experimento I; foram utilizados 800 alevinos; com peso médio inicial de 0;70±0;10 g; alojados em 16 incubadoras de digestibilidade; com capacidade de 500 litros. Os tratamentos utilizados foram: T1= 0% de farinha de peixe (FP); T2 = 1;5% de FP; T3 = 3;0% de FP; T4= 4;5% de FP e T5 = 6;0% de FP; distribuídos em delineamento em blocos casualizados; com 4 repetições. Para o experimento II; foram utilizados 140 juvenis de tilápia-do-nilo com peso médio de 14;0±0;14 g; avaliando 5 níveis de farinha de peixe: T1= 0% de farinha de peixe (FP); T2 = 1;5% de FP; T3 = 3;0% de FP; T4= 4;5% de FP e T5 = 6;0% de FP; distribuídos em delineamento em blocos casualizados com 4 repetições de 7 peixes/unidade experimental. Todas as rações foram isoenergéticas (3.000 kcal de energia digestível) e suplementadas com aminoácidos; a fim de atingir a mesma relação lisina/metionina. As dietas foram fornecidas até saciedade aparente; 3 vezes ao dia; durante 60 dias/cada experimento. As seguintes variáveis de desempenho foram analisadas: ganho de peso (GP); consumo de ração (CR); conversão alimentar aparente (CAA); taxa de eficiência protéica (TEP); índice hepatossomático (IHS); peso da carcaça (PC); rendimento de carcaça (RC); hematócrito; hemoglobina; retenção de nitrogênio e coeficiente de digestibilidade de (CDAMS; CDAPB e CDAEB). No experimento I; não foi observado efeito significativo (P>0;05) dos diferentes níveis de farinha de peixe sobre a CA; CR; TEP. Em relação à variável GP; efeito cúbico e efeito quadrático foram observados sobre a taxa de hematócrito (P<0;05); composição química de carcaça; excreção e retenção de nitrogênio. No experimento II; foi observado efeito linear decrescente sobre a taxa de eficiência protéica à medida que aumentaram os níveis de farinha de peixe. Em relação à variável retenção de nitrogênio; foi observado efeito quadrático (P<0;05). À medida que aumentavam os níveis de farinha de peixe; foi observado efeito quadrático sobre a composição química da carcaça de juvenis em relação ao teor de água; proteína bruta e extrato etéreo e efeito linear sobre teor de cinzas. Foi observado efeito quadrático sobre hematócrito. Conclui-se que; para as fases alevino e juvenil; dentre os diferentes níveis de farinha de peixe; é possível utilizar 3% de FP nas dietas sem afetar desempenho; características de carcaça e digestibilidade.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFLA/ZOOTECNIA
  • Área de Conhecimento: ZOOTECNIA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2008
  • Tamanho: 307.67 KB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF:

Recomendamos para você

Abaixo você vai encontrar uma lista de livros que na nossa opinião podem ser interessantes para você.

São itens relacionados a esta oferta que você provavelmente vai gostar. Dá uma olhada! 👌

Termos relacionados

  • livro Níveis De Farinha De Peixe Em pdf
  • livro Níveis De Farinha De Peixe Em baixar
  • livro Níveis De Farinha De Peixe Em epub
  • livro Níveis De Farinha De Peixe Em comprar
  • livro Níveis De Farinha De Peixe Em online
  • livro Níveis De Farinha De Peixe Em mobi
  • livro Níveis De Farinha De Peixe Em download