Investigação Farmacológica Dos Mecanismos De Ação Gastroenteroprotetores Do Ácido Centipédico, Um Diterpeno De Egletes Viscosa Less., Em Modelos Experimentais – Marjorie Moreira Guedes

Teses e dissertações PDF
Acessar

Resumo:

Ácido Centipédico (AC), um diterpeno isolado Egletes viscosa Less. (Asteraceae), foi avaliado em modelos experimentais de lesão gástrica aguda e crônica, e, em modelo de lesão intestinal. AC (50 e 100 mg/kg, v.o.) atenuou significativamente as lesões gástricas induzidas por etanol (53 e 79% de inibição). Na dose de 50 mg/kg mostrou envolvimento do óxido nítrico, prostaglandinas, canais de potássio ATP-dependente, mas de receptores TRPV1. O diterpeno diminuiu significativamente a depleção dos grupos sulfidrilas não-proteicos e SOD e diminuiu a formação de MDA, associados à administração de etanol. AC aumentou ainda os níveis de muco gástrico. No modelo de etanol acidificado AC (50 e 100 mg/kg, v.o.) e lansoprazol (30 mg/kg, v.o.) atenuaram significativamente as lesões gástricas. Nesse modelo, a associação de AC (50 mg/kg) com lansoprazol (30 mg/kg) potenciou o efeito dessas drogas. AC mostrou em seu mecanismo, envolvimento de receptores opioides e &#945,2-adrenérgicos. AC (50 mg/kg v.o.) diminuiu significativamente o volume secretório e a acidez total gástrica e não alterou o esvazimento gástrico em ratos. AC (7.9, 15.8 e 31.6 mM) não inibiu Helicobacter pylori. No modelo de úlcera gástrica crônica induzida por ácido acético, AC (50 mg/kg v.o.) diminuiu de forma significativa a área lesionada tanto em 7 como em 14 dias de tratamento. Os achados histológicos mostraram maior atividade fibroblástica no grupo tratado com AC, observando-se boa perfomance do diterpeno no processo cicatrizante quando verificados parâmetros de hemorragia, edema, congestão, esfoliação, infiltrado, necrose e angiogênese. No modelo de úlcera intestinal induzida por indometacina (10 mg/kg v.o.) por três dias, não foram verificadas alterações renais (ureia e creatinina) nem hepáticas (TGO e TGP). O tratamento com AC (50 mg/kg) diminuiu de maneira significativa o número de úlceras longitudinais (>5mm), mas não o número de úlceras pontuais (<5mm). AC demonstrou ação antioxidante através da diminuição dos níveis de MDA e MPO e restauração dos níveis de NP-SH e catalase. Em cultura de células intestinais (IEC-6), AC (12.5, 25, 50 e 100 µM) mostrou ação pró-migratória, e, sua associação (25, 50 e 100 µM) com indometacina 250 µM, mas não com 1000 µM, reverteu a toxicidade da indometacina. AC (6,25, 12,5, 25, 50, 100 e 200 µM) sozinho não mostrou diferença estatística sobre a proliferação celular de IEC-6. No entanto em associação, o diterpeno (12,5, 25, 50, 100 mm) protegeu significativamente IEC-6 da toxicidade da indometacina (250 e 1000 µM). Estes dados sugerem que o diterpeno ácido centipédico tem o potencial gastroenteroprotetor possivelmente relacionado a um mecanismo principalmente antioxidante e que poderia ser um agente terapêutico eficaz no tratamento de úlceras gastrintestinais e efeitos colaterais aos AINEs.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFC/CIÊNCIAS MÉDICAS
  • Área de Conhecimento: FARMACOLOGIA
  • Nível: Doutorado
  • Ano da Tese: 2010
  • Tamanho: 1.23 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF:

Recomendamos para você

Abaixo você vai encontrar uma lista de livros que na nossa opinião podem ser interessantes para você.

São itens relacionados a esta oferta que você provavelmente vai gostar. Dá uma olhada! 👌

Termos relacionados

  • livro Investigação Farmacológica Dos Mecanismos De Ação pdf
  • livro Investigação Farmacológica Dos Mecanismos De Ação baixar
  • livro Investigação Farmacológica Dos Mecanismos De Ação epub
  • livro Investigação Farmacológica Dos Mecanismos De Ação comprar
  • livro Investigação Farmacológica Dos Mecanismos De Ação online
  • livro Investigação Farmacológica Dos Mecanismos De Ação mobi
  • livro Investigação Farmacológica Dos Mecanismos De Ação download