Investigação Do Estresse Oxidativo Em Pacientes Com Fenilcetonúria Não Tratados E Durante O Tratamento Dietético – Angela Sitta

Teses e dissertações PDF
Acessar

Resumo:

A fenilcetonúria é um erro inato do metabolismo dos aminoácidos; bioquimicamente caracterizado pela deficiência da atividade da fenilalanina hidroxilase; enzima que catalisa a hidroxilação da fenilalanina em tirosina; na presença do cofator tetraidrobiopterina. A deficiência desta enzima leva ao acúmulo de fenilalanina no plasma e tecidos dos pacientes fenilcetonúricos. A principal característica clínica desses pacientes é retardo mental e outros achados neurológicos; cuja base bioquímica ainda é um enigma. No presente trabalho; investigamos o papel do estresse oxidativo na fisiopatologia da fenilcetonúria. Primeiramente; avaliamos diversos parâmetros de estresse oxidativo em plasma e eritrócitos de pacientes fenilcetonúricos no momento do diagnóstico (pacientes com idade entre 2 e 20 anos). Observamos que as espécies reativas ao ácido tiobarbitúrico estavam marcadamente aumentadas; enquanto a medida da reatividade antioxidante total estava significantemente diminuída em plasma e a atividade da enzima antioxidante glutationa peroxidase estava reduzida em eritrócitos de pacientes fenilcetonúricos ao diagnóstico. Em seguida; avaliamos alguns parâmetros de estresse oxidativo em amostras de pacientes submetidos ao tratamento para a fenilcetonúria; que consistiu em uma dieta pobre em fenilalanina; através da eliminação de alimentos com alto conteúdo protéico; associada à administração de uma fórmula especial contendo outros aminoácidos essenciais. Investigamos dois grupos de pacientes tratados; um grupo com boa resposta bioquímica ao tratamento dietético e outro com altos níveis plasmáticos de fenilalanina; com o intuito de avaliar se as concentrações sanguíneas deste aminoácido estão correlacionadas com o estresse oxidativo. Encontramos um aumento significativo das espécies reativas do ácido tiobarbitúrico no plasma; assim como uma diminuição significativa da medida da reatividade antioxidante total em ambos os grupos de pacientes estudados. Além disso; encontramos uma diminuição significativa da atividade da glutationa peroxidase em eritrócitos dos dois grupos estudados. Não observamos correlação significativa entre os níveis sangüíneos de fenilalanina e os parâmetros de estresse oxidativo estudados. Nossos resultados nos permitem concluir que o estresse oxidativo ocorre em pacientes fenilcetonúricos e; possivelmente; esteja relacionado com a fisiopatologia do dano neurológico encontrado na doença. Além disso; nossos resultados indicam que o estresse oxidativo na fenilcetonúria pode não estar diretamente relacionado com os níveis sangüíneos da fenilalanina.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFRGS/CIÊNCIAS BIOLÓGICAS (BIOQUÍMICA)
  • Área de Conhecimento: BIOQUÍMICA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2007
  • Tamanho: 944.96 KB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF:

Recomendamos para você

Abaixo você vai encontrar uma lista de livros que na nossa opinião podem ser interessantes para você.

São itens relacionados a esta oferta que você provavelmente vai gostar. Dá uma olhada! 👌

Termos relacionados

  • livro Investigação Do Estresse Oxidativo Em Pacientes pdf
  • livro Investigação Do Estresse Oxidativo Em Pacientes baixar
  • livro Investigação Do Estresse Oxidativo Em Pacientes epub
  • livro Investigação Do Estresse Oxidativo Em Pacientes comprar
  • livro Investigação Do Estresse Oxidativo Em Pacientes online
  • livro Investigação Do Estresse Oxidativo Em Pacientes mobi
  • livro Investigação Do Estresse Oxidativo Em Pacientes download