Investigação Das Transformações De Fase Do Aço Uns S31803 Entre 300°C E 650°C – Evelin Barbosa De Mélo

Teses e dissertações PDF
Acessar

Resumo:

O presente trabalho procurou estudar as transformações de fase que podem ocorrer no aço UNS S31803 entre 300°C e 650°C, já que para este intervalo de temperaturas não há detalhes das possíveis transformações de fase. O trabalho realizado permite concluir que o envelhecimento do aço em estudo nas temperaturas de 350°C, 400°C, 450°C e 475°C leva a um aumento da microdureza global e da fase ferrita do material em função do tempo de envelhecimento, que está provavelmente relacionado à formação de fase α´. De maneira semelhante, devido à ausência de indícios da formação de fases intermetálicas como chi e sigma, o aumento da microdureza global e da fase ferrita, observado no início do envelhecimento a 500°C, 550°C e 600°C, também deve estar relacionado à formação de fase α´. Verificaram-se, também, indícios indiretos de nucleação heterogênea nas amostras envelhecidas entre 450°C e 600°C, relacionados à provável formação de fase α´, o que reforça a possibilidade do mecanismo de formação de fase α´ ser o de nucleação e crescimento. Além disso, no início do envelhecimento entre 500°C e 650°C foi observado um aumento na fração de austenita em conjunto a uma redução da fração de ferrita, indicando a formação de austenita a partir da ferrita, que pode ser denominada austenita de reequilíbrio. Constatou-se, através de análise de microscopia eletrônica de varredura da amostra envelhecida a 650°C por 360h, que além das fases ferrita e austenita também há a formação intergranular de nitretos de cromo e de fases intermetálicas, como sigma e chi. Assim, entre 500°C e 650°C, a formação de fases ricas em cromo e molibdênio, como as fases sigma e chi, foi tratada de forma simplificada como a formação de fase intermetálica. Já nas temperaturas de 500°C, 550°C, 600°C e 650°C observou-se que o provável mecanismo de formação de fase intermetálica é o de nucleação e crescimento a partir da ferrita, que pode ocorrer homogênea ou heterogeneamente. Constatou-se, também, nas amostras envelhecidas entre 300°C e 650°C um aumento na microdureza da fase austenita, que pode ter sido causado tanto pela formação de fase G quanto pela formação de nitretos de cromo.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: FEI/ENGENHARIA MECÂNICA
  • Área de Conhecimento: ENGENHARIA MECÂNICA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2010
  • Tamanho: 12.22 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF:

Recomendamos para você

Abaixo você vai encontrar uma lista de livros que na nossa opinião podem ser interessantes para você.

São itens relacionados a esta oferta que você provavelmente vai gostar. Dá uma olhada! 👌

Termos relacionados

  • livro Investigação Das Transformações De Fase Do pdf
  • livro Investigação Das Transformações De Fase Do baixar
  • livro Investigação Das Transformações De Fase Do epub
  • livro Investigação Das Transformações De Fase Do comprar
  • livro Investigação Das Transformações De Fase Do online
  • livro Investigação Das Transformações De Fase Do mobi
  • livro Investigação Das Transformações De Fase Do download