Investigação Da Atividade Antileishmania E Citotóxica Das Neolignanas Burchelina, Grandisina E Licarina A – John Paul Albuquerque Caldas

Teses e dissertações PDF
Acessar

Resumo:

As leishmanioses são doenças infecto-parasitárias causadas por protozoários do gênero Leishmania (L.). O tratamento é feito principalmente à base de antimoniais pentavalentes, anfotericina B e pentamidina, terapêuticas onerosas que requerem internação dos pacientes em decorrência de sua administração parenteral prolongada e toxicidade elevada. Sendo assim, faz-se necessária a busca por alternativas para o tratamento das leishmanioses. Os lignóides são um grupo importante de metabólitos secundários de plantas com diversas atividades biológicas, inclusive atividade antileishmania. Este trabalho teve como objetivos: avaliar a atividade antileishmania das neolignanas burchelina, grandisina e licarina A sobre formas promastigotas de L. amazonensis e L. chagasi; estudar citotoxicidade dessas moléculas sobre células epiteliais de rim canino (MDCK) e macrófagos (MØs) murinos; analisar a atividade imunomodulatória das neolignanas em macrófagos murinos infectados com Leishmania chagasi; e avaliar a enzima farnesil pirofosfato sintase de L. infantum (LiFPPS) como um possível alvo molecular de ação da burchelina, grandisina e licarina A, pela metodologia do docking molecular. As neolignanas burchelina, grandisina e licarina A inibiram o crescimento das formas promastigotas, gerando uma IC50 de 52,49 μg/mL, 42,36 μg/mL e 15,96 μg/mL, respectivamente, para L. amazonensis, e 16,54 μg/mL, 7,17 μg/mL e 11,82 μg/mL, respectivamente, para L. chagasi. As neolignanas burchelina e grandisina não apresentaram citotoxicidade para células MDCK no teste de redução do MTT e na atividade enzimática da LDH. Adicionalmente, essas neolignanas não demonstraram serem tóxicas para MØs peritoneais murinos pelo teste de redução do MTT, exceto a licarina A, que apresentou citotoxicidade na maior concentração avaliada (800 μg/mL). O teste de exclusão do azul de trypan demonstrou uma moderada citotoxicidade das neolignanas sobre MØs murinos. A CC50 calculada para os MØs murinos foi de 668,38 μg/mL, 653,09μg/mL e 308,96μg/mL para burchelina, grandisina e licarina A, respectivamente, demonstrando serem mais tóxicas para os parasitos que para os MØs avaliados. No ensaio de infecção in vitro de MØs peritoneais murinos com Leishmania chagasi, a grandisina reduziu a infecção dos MØs, apresentando uma correlação com a produção de óxido nítrico. A burchelina também apresentou atividade antileishmania nesse modelo. Nos estudos de docking molecular, a licarina A apresentou a maior interação com a LiFPPS. Pode-se concluir que as neolignanas avaliadas têm uma potencialidade como candidatos a protótipos na terapêutica das leishmanioses, caracterizada, in vitro, por uma significativa atividade contra L. amazonensis, L. chagasi e baixa citotoxicidade para MØs murinos.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFPB/PRODUTOS NATURAIS E SINTÉTICOS BIOATIVOS
  • Área de Conhecimento: FARMACOLOGIA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2010
  • Tamanho: 1.83 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF:

Recomendamos para você

Abaixo você vai encontrar uma lista de livros que na nossa opinião podem ser interessantes para você.

São itens relacionados a esta oferta que você provavelmente vai gostar. Dá uma olhada! 👌

Termos relacionados

  • livro Investigação Da Atividade Antileishmania E Citotóxica pdf
  • livro Investigação Da Atividade Antileishmania E Citotóxica baixar
  • livro Investigação Da Atividade Antileishmania E Citotóxica epub
  • livro Investigação Da Atividade Antileishmania E Citotóxica comprar
  • livro Investigação Da Atividade Antileishmania E Citotóxica online
  • livro Investigação Da Atividade Antileishmania E Citotóxica mobi
  • livro Investigação Da Atividade Antileishmania E Citotóxica download