Interferência Da Comunidade Infestante Na Cultura Da Soja Tolerante Ao Glyplosate – Daniel José Duarte

Teses e dissertações PDF
Acessar

Resumo:

Um dos mais importantes fatores que afetam negativamente o crescimento; produtividade e qualidade do produto da soja é a interferência proporcionada pelas plantas daninhas. Assim; este trabalho foi conduzido com o objetivo de estudar a evolução fitossociológica da comunidade infestante crescendo em convivência com a cultura da soja por diferentes períodos; a determinação do PAI e estudar a dominância relativa dos macronutrientes por parte das plantas daninhas e da soja para as condições experimentais. O experimento foi instalado sobre Latossolo Vermelho eutrófico típico de textura argilosa; no delineamento experimental em blocos ao acaso com doze repetições e; como tratamentos; foram avaliados os períodos de convivência desde a emergência da soja até 0; 7; 14; 21; 28; 35; 42; 56; 70 dias do ciclo e até a colheita. A cultivar da soja foi a M-SOY 8045RR; o espaçamento de 0;45 m entre linhas e uma população de 400.000 plantas/ha. Os resultados refletiram as relações competitivas entre a cultura da soja e uma comunidade infestante em que Acanthospermum hispidum foi a população de maior importância relativa devido sua predominância numérica e na massa seca acumulada e que apresentou equilíbrio na diversidade e equitabilidade durante todo o ciclo; embora ocorresse dois grupos distintos de similaridade na evolução desta vegetação. O primeiro grupo englobou as avaliações realizadas até os 21 dias e foi caracterizado por um relativo equilíbrio numérico entre as principais populações. O segundo grupo de similaridade foi caracterizado pela ampla predominância da população de A. hispidum. A dominância relativa da soja quando comparado com a soma de todas as plantas daninhas para massa seca; nitrogênio; fósforo; cálcio e magnésio apresentou um decréscimo dos valores da soja até 35 – 42 dias e; depois a recuperação; sempre a soja mantendo ampla predominância na mobilização dos nutrientes. Para o enxofre; também manteve ampla predominância; mas houve uma intensa queda dos valores entre sete e 28 dias e depois a recuperação. Para o potássio; houve predominância da soja; embora não tão ampla como para os demais nutrientes e nas avaliações de 35 e 42 dias; as quantidades de potássio da comunidade infestante foram pouco abaixo da quantidade mobilizada pela soja. Nestas condições a interferência imposta pelas plantas daninhas promoveu aumento na altura média das plantas de soja e reduziu o número de vagens por planta e a produtividade de grãos e proporcionou um PAI de cinco dias; indicando que a cultura; nas condições experimentais; sofreu interferência irreversível da comunidade infestante.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UNESP/JAB/AGRONOMIA (PRODUÇÃO VEGETAL)
  • Área de Conhecimento: AGRONOMIA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2009
  • Tamanho: 2.26 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF:

Recomendamos para você

Abaixo você vai encontrar uma lista de livros que na nossa opinião podem ser interessantes para você.

São itens relacionados a esta oferta que você provavelmente vai gostar. Dá uma olhada! 👌

Termos relacionados

  • livro Interferência Da Comunidade Infestante Na Cultura pdf
  • livro Interferência Da Comunidade Infestante Na Cultura baixar
  • livro Interferência Da Comunidade Infestante Na Cultura epub
  • livro Interferência Da Comunidade Infestante Na Cultura comprar
  • livro Interferência Da Comunidade Infestante Na Cultura online
  • livro Interferência Da Comunidade Infestante Na Cultura mobi
  • livro Interferência Da Comunidade Infestante Na Cultura download