Interação Genótipos X Ambientes Para Carotenóides Em Cultivares De Milho – Sara De Almeida Rios

Teses e dissertações PDF
Acessar

Resumo:

O objetivo deste trabalho foi estudar a interação genótipos x ambientes para a composição de carotenóides em grãos; sua conseqüência; além da adaptabilidade e estabilidade; em dez cultivares de milho cultivados em cinco ambientes distintos; no ano agrícola de 2004/2005. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados com duas repetições. As análises químicas foram conduzidas no Laboratório de Qualidade de Grãos e Forragens do Centro Nacional de Pesquisa de Milho e Sorgo da Embrapa; localizado em Sete Lagoas; MG. Foram quantificados os teores de carotenóides totais (CT); luteína; zeaxantina; -criptoxantina; -caroteno; -caroteno; total de carotenóides com atividade pró-vitamínica A (Pro VA); expressos em base seca (g g-1); produtividade de grãos (kg ha-1) e CT e Pro VA; expressos em g ha-1. Para o estudo de adaptabilidade e estabilidade utilizaram-se as metodologias propostas por Eberhart e Russell (1966); Lin e Bins (1988) e Rocha et al. (2005). A interação genótipos x ambientes foi significativa (p < 0;01) para todas as variáveis analisadas; exceto produtividade (kg ha-1) e CT (g ha-1) (p > 0;05); sendo os coeficientes de variação ambiental entre 3;42 e 16;60 %. As médias de CT; -caroteno e Pro VA nos cultivares avaliados foram inferiores àquelas reportadas para linhagens e linhagens elite de programas de melhoramento de milho; bem como em acessos do Banco de Germoplasma de Milho brasileiros. Observou-se média de produtividade de grãos de 8 ton ha-1; superior à média nacional; de 4 ton ha-1. Foram obtidas correlações positivas elevadas e significativas entre CT (g g-1) e as variáveis zeaxantina; -criptoxantina; -caroteno (g g-1) e Pro VA (g g-1) bem como entre produtividade de grãos e as variáveis CT e Pro VA; expressas em g ha-1. Em geral; o modelo de regressão linear proposto por Eberhart e Russell (1966); não proporcionou ajuste satisfatório considerando-se o teor de luteína; -criptoxantina (g g-1); -caroteno (g g-1) e Pro VA (g g-1) para os cultivares avaliados. Porém; considerando os teores de CT e zeaxantina (g g-1); as três diferentes metodologias de estudo de adaptabilidade e estabilidade foram unânimes em classificar o híbrido duplo BRS 2020 como genótipo ideal; ou seja; de adaptabilidade geral.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFV/GENÉTICA E MELHORAMENTO
  • Área de Conhecimento: GENÉTICA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2008
  • Tamanho: 537.44 KB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF:

Recomendamos para você

Abaixo você vai encontrar uma lista de livros que na nossa opinião podem ser interessantes para você.

São itens relacionados a esta oferta que você provavelmente vai gostar. Dá uma olhada! 👌

Termos relacionados

  • livro Interação Genótipos X Ambientes Para Carotenóides pdf
  • livro Interação Genótipos X Ambientes Para Carotenóides baixar
  • livro Interação Genótipos X Ambientes Para Carotenóides epub
  • livro Interação Genótipos X Ambientes Para Carotenóides comprar
  • livro Interação Genótipos X Ambientes Para Carotenóides online
  • livro Interação Genótipos X Ambientes Para Carotenóides mobi
  • livro Interação Genótipos X Ambientes Para Carotenóides download