Interação De Fatores Bióticos E Abióticos Na Ocorrência De “Damping-Off” Em Milho E Feijoeiro – Delineide Pereira Gomes

Teses e dissertações PDF
Acessar

Resumo:

O objetivo da pesquisa foi determinar a influência de fatores abióticos e bióticos sobre a ocorrência de “damping-off” de pré e de pós – emergência; além de outros danos nas sementes e plântulas; quando da semeadura de milho e feijão. Foram escolhidos dois lotes de milho e feijão; safra 2007/2008; provenientes das cultivares D 766 e Carioca; respectivamente; de acordo com sua distinção em alto e baixo vigor; com baixa incidência fúngica e ausência de Rhizoctonia solani. Sementes desinfestadas foram infectadas com o fungo em meio de cultura BDA com restrição hídrica (acrescido de manitol a -1;0 MPa). Nos tratamentos testemunha foi utilizado o mesmo meio de cultura; porém; sem a presença do fungo. Para cada tratamento as sementes foram sobrepostas nos meios de cultura por 36 horas para o milho e por 20 horas para o feijão. Para a infestação direta do fungo em solo; foram utilizadas sementes de sorgo esterilizadas. O experimento foi conduzido em duas épocas distintas (caracterizadas como fria e quente). Para as duas épocas; as parcelas experimentais foram constituídas de vasos plásticos (capacidade de 4;5 L) contendo terra esterilizada dispostos segundo a casualização dos tratamentos em casa de vegetação. Os tratamentos foram constituídos a partir de três disponibilidades hídricas no solo contido em vaso (30 %; 50 % e 70 % de retenção de água); dois níveis de vigor da semente (alto e baixo vigor) com e sem a inoculação de Rhizoctonia solani; através de inoculação na própria semente do hospedeiro e da infestação no solo através de sementes de sorgo esterilizadas. Foram feitas quatro repetições; cada uma contendo dois vasos; totalizando oito vasos para cada tratamento. Vinte dias após a inoculação; para a época fria; e quinze dias; para a época quente; avaliou-se a severidade; “damping-off” de pré e de pós-emergência; comprimento de plântulas; massa da matéria seca e a porcentagem de plântulas sadias. Verificou-se a eficiência na transmissão do patógeno através da inoculação artificial das sementes de ambas as espécies (milho e feijoeiro) com Rhizoctonia solani. Observou-se; para todas as variáveis; interações significativas de épocas e tratamentos para as duas espécies. Condições de disponibilidade hídrica no solo e níveis de vigor da semente; isoladamente ou em conjunto com Rhizoctonia solani inoculada na semente ou diretamente no solo; influenciaram de maneira e com intensidade variável nos parâmetros analisados. Temperaturas elevadas proporcionam efeitos mais prejudiciais às sementes e plântulas de milho e feijoeiro pela ocorrência de “damping-off” e de outros danos. Os tipos de germinação (epígea e hipógea) e as diferenciações morfológicas característicos das sementes e plântulas das duas espécies influenciam na freqüência e intensidade do “damping-off” de pré ou de pós-emergência.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UNESP/JAB/AGRONOMIA (PRODUÇÃO E TECNOLOGIA DE SEMENTES)
  • Área de Conhecimento: AGRONOMIA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2009
  • Tamanho: 522.08 KB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF:

Recomendamos para você

Abaixo você vai encontrar uma lista de livros que na nossa opinião podem ser interessantes para você.

São itens relacionados a esta oferta que você provavelmente vai gostar. Dá uma olhada! 👌

Termos relacionados

  • livro Interação De Fatores Bióticos E Abióticos pdf
  • livro Interação De Fatores Bióticos E Abióticos baixar
  • livro Interação De Fatores Bióticos E Abióticos epub
  • livro Interação De Fatores Bióticos E Abióticos comprar
  • livro Interação De Fatores Bióticos E Abióticos online
  • livro Interação De Fatores Bióticos E Abióticos mobi
  • livro Interação De Fatores Bióticos E Abióticos download