Interação De Aves Costeiras Com Descartes Oriundos Da Pesca Artesanal No Litoral Centro-Sul Paranaense – Viviane Lorenzi Carniel

Teses e dissertações PDF
Acessar

Resumo:

O estudo foi conduzido ao longo dos anos de 2005 e 2006; em três localidades distintas: Pontal do Sul; Barrancos e Shangrilá e teve como objetivo geral avaliar a produção de descartes e a interação de aves costeiras com a pesca nessas localidades. As atividades práticas foram orientadas tendo por base três enfoques: (1) a composição do descarte; efetuada por meio de observações diretas em campo e manipulação de amostras de descartes em laboratório referentes a cada área (2) a utilização de descartes pela avifauna no ambiente praial e em mar aberto foi efetuada a partir da realização de contagens semanais em linha de praia e contagens mensais em mar aberto e (3) a reprodução de Larus dominicanus; foi avaliada durante excursões mensais ao Arquipélago de Currais no período reprodutivo da espécie. Em relação a composição de descartes foram identificadas 96 espécies de peixes a partir de observações em campo e 70 espécies em laboratório; que foram descartadas principalmente na forma de pescado inteiro. Extrapolando o índice de descarte obtido em laboratório para as três localidades estudadas obteve-se um volume de descarte anual de 129.529;6 Kg. No que se refere à interação em linha de praia; foram registradas nove espécies de aves consumindo os descartes; com destaque numérico para a gaivota; Larus dominicanus; enquanto que em mar aberto foram observadas oito espécies de aves; sendo Fregata magnificens e Sula leucogaster as espécies dominantes. O comportamento de cleptoparasitismo foi observado predominantemente nas interações intraespecíficas tanto em ambiente praial (78;69%); quanto em mar aberto (71;92%). Houve tendência de maiores níveis de cleptoparasitismo durante o defeso; situação em que é proibida a pesca de arrasto. Em relação a reprodução de L. dominicanus foram observados os primeiros indícios diretos de reprodução; representados por vôo de acasalamento e cópula; durante o meses de maio e junho. A construção dos primeiros ninhos; bem como o início da postura e chocagem de ovos ocorreu em julho; com pico reprodutivo em setembro. Ao longo da estação reprodutiva foram encontrados 44 ninhos ativos distribuídos de forma agregada em quatro áreas localizadas na periferia da ilha e próximas a linha d´água. Em relação ao peso; a largura e o comprimento dos ovos (N = 67) foram obtidos valores médios de 84;42mm±8;83 gramas; 49;30±1;78mm e 70;89±3;20mm respectivamente. Durante o mês de dezembro foram observados os últimos indícios de reprodução; representados por filhotes completamente emplumados; iniciando os primeiros vôos.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UFPR/ZOOLOGIA
  • Área de Conhecimento: ZOOLOGIA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2008
  • Tamanho: 1.52 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF:

Recomendamos para você

Abaixo você vai encontrar uma lista de livros que na nossa opinião podem ser interessantes para você.

São itens relacionados a esta oferta que você provavelmente vai gostar. Dá uma olhada! 👌

Termos relacionados

  • livro Interação De Aves Costeiras Com Descartes pdf
  • livro Interação De Aves Costeiras Com Descartes baixar
  • livro Interação De Aves Costeiras Com Descartes epub
  • livro Interação De Aves Costeiras Com Descartes comprar
  • livro Interação De Aves Costeiras Com Descartes online
  • livro Interação De Aves Costeiras Com Descartes mobi
  • livro Interação De Aves Costeiras Com Descartes download