Gestão Do Capital De Giro: Impacto Sobre A Rentabilidade Da Empresa E Seus Determinantes – Nathalie Vicente Nakamura Palombini

Gestão Do Capital De Giro: Impacto Sobre A Rentabilidade Da Empresa E Seus Determinantes – Nathalie Vicente Nakamura Palombini
Acessar

Resumo:

A gestão do capital de giro é um assunto de grande relevância para os gestores financeiros que devotam grande parte de seu tempo e esforço para buscar um nível ótimo entre seus componentes, de modo a contribuir para a maximização do valor da empresa (Lamberson, 1995; Appuhami, 2008; Martin e Morgan in Kim e Srinivasan, 1991). As empresas são capazes de reduzir seus custos financeiros e/ou aumentar seus fundos disponíveis para investimentos por meio da otimização de seus ativos e passivos circulantes. A decisão do nível ótimo de capital de giro envolve um equilíbrio complexo entre risco e retorno, entre liquidez e rentabilidade, constituindo um desafio diário para os gestores das empresas. Decisões inadequadas de capital de giro podem levar a empresa à insolvência, enquanto que um investimento excessivo nos ativos circulantes implica em fundos que não geram valor ao acionista. Apesar disso, o tema ainda é pouco explorado pela literatura acadêmica. Os resultados dos estudos existentes não convergem em um consenso sobre a influência da eficiência da gestão do capital de giro na melhoria da lucratividade. Da mesma forma, pouco se sabe sobre os fatores que influenciam a gestão corporativa do capital de giro. O presente estudo busca explorar a gestão do capital de giro sob duas abordagens: seu impacto sobre a rentabilidade da empresas e seus determinantes. Os resultados do primeiro problema de pesquisa indicaram que a gestão do capital de giro, medida pelo ciclo de conversão de caixa, afeta a rentabilidade bruta e operacional da empresa de forma negativa, sugerindo que as empresas podem aumentar sua rentabilidade, trabalhando com níveis mais reduzidos de capital de giro. A análise dos resultados do segundo problema de pesquisa indicou o nível de endividamento, o tamanho e o crescimento da empresa como fatores determinantes na gestão do capital de giro. A relação negativa com endividamento corrobora com a Pecking Order Theory, que defende que empresas endividadas buscam trabalhar com níveis reduzidos de ativos circulantes para evitar novas emissões de títulos de dívidas e ações. A variável fluxo de caixa livre também apresentou relação negativa e significante com a gestão de capital de giro, sugerindo que empresas que apresentam maior rentabilidade antes da depreciação e após pagamento de impostos, juros e dividendos apresentam níveis menores de capital de giro.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UPM/ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS
  • Área de Conhecimento: ADMINISTRAÇÃO
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2010
  • Tamanho: 1.65 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: