Efeito Da Concentração Espermática E Da Metodologia De Inseminação Artificial Com Sêmen Equino Congelado – Bruno Ribeiro Avanzi

Efeito Da Concentração Espermática E Da Metodologia De Inseminação Artificial Com Sêmen Equino Congelado – Bruno Ribeiro Avanzi
Acessar

Resumo:

A utilização de sêmen criopreservado na reprodução de eqüinos depara-se com obstáculos como: variabilidade entre garanhões e ejaculados ao processo de criopreservação; taxas de prenhez inferiores ao sêmen fresco e refrigerado; manejo mais trabalhoso e oneroso das éguas e ausência de padrões de qualidade na distribuição e comercialização do sêmen. Neste trabalho foram realizados dois experimentos; no qual primeiramente; avaliou-se o efeito de diferentes concentrações espermáticas em palhetas de 0;5 mL (100; 200 e 400 x 106 de espermatozóides totais/mL) sobre algumas variáveis de qualidade seminal pós-descongelação como: parâmetros de cinética espermática através de análise computadorizada; integridade de membrana plasmática e resistência à peroxidação lipídica. Posteriormente; realizou-se um estudo comparativo entre a inseminação pós-ovulação e a inseminação em tempo pré-determinado; avaliando-se os resultados de concepção e acúmulo de fluido intra-uterino pós-inseminação. Ao empregar a metodologia de inseminação pós-ovulação; realizou-se uma única inseminação dentro do intervalo de até 6 horas pós-ovulação com 800×106 de espermatozóides totais e para o método programado; realizaram-se duas inseminações após 24 e 40 horas pósindução da ovulação; com 400×106 de espermatozóides totais cada. Foi observado efeito significativo da concentração espermática (p<0;05) sobre algumas variáveis de cinética espermática como: motilidade total; motilidade progressiva; velocidade ao longo de uma trajetória média; velocidade progressiva; velocidade curvilinear; freqüência de batimento flagelar e espermatozóides rápidos; com superioridade para a criopreservação em concentrações mais baixas. No entanto; para as variáveis de integridade de membrana plasmática e resistência à peroxidação lipídica não foram evidenciados efeitos significativos. Em relação aos métodos de inseminação; não verificou-se efeito significativo (p>0;05) sobre as taxas de prenhez entre uma inseminação pós-ovulação e duas inseminações a 24 e 40 horas pósindução da ovulação (41;4% e 51;7%; respectivamente). Entretanto; de forma inesperada; a realização de apenas uma inseminação pós-ovulação resultou em uma porcentagem significativamente (p<0;05) maior de acúmulo de líquido intra-uterino após 24 horas da inseminação em relação ao protocolo com duas inseminações “programadas” (58;6% e 34;0%; respectivamente). Assim; de acordo com os resultados obtidos neste experimento; houve um efeito benéfico da utilização de menores concentrações espermáticas por unidade de volume sobre várias características de cinética espermática. Adicionalmente; verificouse que a adoção de um protocolo visando praticidade no manejo de inseminação não afetou os resultados obtidos.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: UNESP/BOT/MEDICINA VETERINÁRIA
  • Área de Conhecimento: MEDICINA VETERINÁRIA
  • Nível: Mestrado
  • Ano da Tese: 2010
  • Tamanho: 595.17 KB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: