Caracterização Genética Da Dourada – Brachyplatystoma Rousseauxii, Castelnau, 1855 (Siluriformes-Pimelodidae) Na Amazônia Por Meio De Marcadores Moleculares Mitocondriais E Microssatélites […] – Jaqueline Da Silva Batista

Caracterização Genética Da Dourada – Brachyplatystoma Rousseauxii, Castelnau, 1855 (Siluriformes-Pimelodidae) Na Amazônia Por Meio De Marcadores Moleculares Mitocondriais E Microssatélites […] – Jaqueline Da Silva Batista
Acessar

Resumo:

A dourada (Brachyplatystoma rousseauxii) é um bagre migrador de longa distância e provavelmente a espécie de bagre de maior importância comercial para a pesca na região Amazônica. Em função da intensa captura realizada em cima desse recurso pesqueiro; dados recentes apontam que esta espécie encontra-se em sobrepesca de crescimento. Essa espécie realiza extensas migrações incluindo áreas distintas de criação; alimentação e reprodução a fim de realizar o seu ciclo de vida. Dada à distribuição geográfica; abrangendo o território político de mais de cinco países amazônicos; a dourada é capturada ao longo do sistema Estuário-Solimões-Amazonas (EAS) e seus tributários; pela frota comercial e artesanal desde Belém; no estuário do rio Amazonas; até Pucallpa; no Peru; a aproximadamente 5000 Km a Oeste; próximo aos sopé dos Andes peruanos. Considerando a importância sócio-econômica e ecológica na Amazônia; foi estimada a variabilidade genética de B. rousseauxii em 15 localidades distribuídas na Amazônia brasileira e peruana; a fim de verificar; por intermédio de marcadores moleculares de sequências de DNA mitocondrial (região controle) e nucleares (microssatélites); se esta espécie constitui um único estoque; de larga distribuição e geneticamente homogêneo; ou se a pescaria é exercida sobre vários estoques; geneticamente diferenciáveis. Trinta e seis marcadores microssatélites foram isolados e caracterizados em 35 indivíduos da espécie amostrados em 10 cidades do Pará; Brasil. Foram obtidos um total de 349 alelos; variando entre 2 a 22 alelos por loco; com uma média de 9;70. A heterozigosidade observada (Ho) e esperada (He) variou entre 0;143 a 0;914 (média de 0;614) e 0;215 a 0;929 (média de 0;712); respectivamente. A amplificação heteróloga resultou entre 15 a 27 locos polimórficos entre seis espécies do gênero Brachyplatystoma [B. capapretum (filhote capapreta); B. vaillantii (piramutaba); B. filamentosum (piraíba); B. platynemum (babão); B. tigrinum (dourada zebra) e B. juruense (flamengo)]. Os marcadores microssatélites obtidos podem ser utilizados em estudos genéticos que poderão não só subsidiar políticas de conservação e manejo da dourada; mas também das demais espécies comerciais do gênero Brachyplatystoma. A região controle (DNAmt) foi obtida para 652 indivíduos amostrados em 15 localidades e compreendeu 911 pb; 301 haplótipos; 240 haplótipos únicos; diversidade gênica (HD) de 0;979 ± 0;002; diversidade nucleotídica (Pi) de 0;0089 ± 0;005; a média nucleotídica par a par (K) igual a 8;079 ± 3;760; média da distância genética variando entre 0;1 a 3;6% com uma média de 1;0 % (±0;07). Oito locos microssatélites foram utilizados nas analises de genética populacional envolvendo 483 indivíduos amostrados em 13 localidades; mostrando um número total de 98 alelos; com uma média de 12;3 alelos; média das heterozigosidades observada de 0;607 ± 0;178 e esperada de 0;588 ± 0;008 por loco. Os resultados obtidos não permitem a confirmação do comportamento de homing em dourada. Porém; algumas tendências de estruturação genética encontradas não permitem o descarte completo da hipótese. Com o resultado dos dois marcadores moleculares; corrobora-se a hipótese migratória da espécie desde o estuário no Brasil a Pucallpa no Peru; incluindo os tributários do rio Solimões/Amazonas; e que essa espécie é composta por um único estoque genético de ampla distribuição na Amazônia.

Detalhes:

  • Categoria: Teses e dissertações
  • Instituição: INPA/GENÉTICA, CONSERVAÇÃO E BIOLOGIA EVOLUTIVA
  • Área de Conhecimento: GENÉTICA
  • Nível: Doutorado
  • Ano da Tese: 2010
  • Tamanho: 5.66 MB
  • Fonte: Portal Domínio Público

Faça download do ebook em PDF: