O Reino Médio Do Antigo Egito: A História E O Legado Da Reunificação Do Egito E Da Civilização Egípcia – Charles River Editors

O Reino Médio Do Antigo Egito: A História E O Legado Da Reunificação Do Egito E Da Civilização Egípcia – Charles River Editors
Acessar

Detalhes do livro:

  • Título: O Reino Médio Do Antigo Egito: A História E O Legado Da Reunificação Do Egito E Da Civilização Egípcia
  • Autor: Charles River Editors
  • Formatos: eBook Kindle, PDF
  • Tamanho do arquivo: 14161 KB
  • Número de páginas: 72 páginas
  • Editora: Charles River Editors (18 de julho de 2019)
  • Vendido por: Amazon Serviços de Varejo do Brasil Ltda

Leia a sinopse:

A África pode ter dado origem aos primeiros seres humanos, e o Egito provavelmente deu origem às primeiras grandes civilizações, que continuam a fascinar as sociedades modernas em todo o mundo quase 5.000 anos depois. Da Biblioteca e Farol de Alexandria à Grande Pirâmide de Gizé, os antigos egípcios produziram várias maravilhas do mundo, revolucionaram a arquitetura e a construção, criaram alguns dos primeiros sistemas de matemática e medicina do mundo e estabeleceram a linguagem e a arte que se espalham pelo mundo. mundo conhecido. Com líderes mundialmente famosos como o rei Tut e Cleópatra, não é de admirar que o mundo de hoje tenha tantos egiptólogos.

O que torna ainda mais notáveis as conquistas dos antigos egípcios é que o Egito era historicamente um lugar de grande turbulência política. Sua posição tornou-a valiosa e vulnerável para as tribos do Mediterrâneo e do Oriente Médio, e o Egito Antigo não teve escassez de sua própria guerra interna. Seus conquistadores mais famosos viriam da Europa, com Alexandre, o Grande, lançando as bases para a linha helênica de Ptolomeu e os romanos extinguindo essa linha depois de derrotar Cleópatra e levá-la ao suicídio.

Em discussões sobre o antigo Egito, o período conhecido como o Reino do Meio (ca. 2050-1700 aC) é frequentemente ignorado. Localizado cronologicamente entre o Velho e o Novo Reino, o Reino do Meio, à primeira vista, parece muito menos interessante do que esses dois reinos mais conhecidos. O Reino Antigo é conhecido por suas pirâmides, que pontuam a paisagem do norte do Egito, e o Novo Reino por seus numerosos e imensos templos que podem ser encontrados ao longo do rio Nilo, desde o Delta até Abu Simbel. A percepção de que o Reino do Meio não era tão grande quanto o Velho e o Novo Reino é algo que não se sabe e a maioria dos egiptólogos argumenta que o Reino do Meio era tão grande quanto, se não maior, que os outros.

Parte do problema pode ser atribuída às características dos antigos e novos reinos mencionados acima, bem como ao fato de que os turistas e a maioria do público recebem a maior parte de suas informações sobre o Egito antigo a partir de publicações populares e documentários de televisão. A opulência e a grandeza dos templos, túmulos e pirâmides do Velho e do Novo Reinos, física e figurativamente, ofuscam todos os monumentos similares construídos durante o Império do Meio. Os egípcios continuaram a tradição do Antigo Reino de interverter seus reis mortos em pirâmides durante o Império do Meio, mas as estruturas eram inferiores em comparação e apenas fragmentos dos túmulos sobreviveram na era moderna. Além disso, embora tenham sido construídos templos para os numerosos deuses egípcios em todo o Reino do Meio, eles não se aproximaram do tamanho daqueles construídos no Novo Reino. Além disso, muitos templos, como o grande templo de Karnak, em Tebas, foram adicionados durante o Novo Império, deixando apenas um “núcleo” do Reino do Meio.

Apesar de não ter grandes monumentos físicos em comparação com os períodos anteriores e posteriores da história faraônica, no entanto, o Império do Meio é o período da história egípcia em que muitos aspectos da cultura egípcia atingiram suas alturas. Estudiosos modernos apontam para os numerosos textos escritos durante o Império do Meio, especialmente a prosa ficcional, como exemplos da grandeza do período. Esses mesmos estudiosos também apontam corretamente que os exemplos de literatura do Reino do Meio não são tão acessíveis ao público em geral, especialmente na língua original, e, portanto, são frequentemente negligenciados por documentários de televisão e publicações populares. Além dos avanços feitos na literatura, algumas das maiores esculturas egípcias produzidas na história faraônica vêm do Reino do Meio. Além disso, o império egípcio que hoje é associado ao Novo Reino começou, na verdade, com os grandes reis do Império do Meio.

Faça download do resumo em PDF:

Trecho grátis:

Leia abaixo um trecho do livro O Reino Médio Do Antigo Egito: A História E O Legado Da Reunificação Do Egito E Da Civilização Egípcia – Charles River Editors gratuitamente. Clique no botão *Leia agora para acessar o livro em uma nova aba no navegador, ou clique em *Compre na Amazon para adquirir este livro.

O site Livraria Pública apenas disponibiliza uma amostra grátis do livro "O Reino Médio Do Antigo Egito: A História E O Legado Da Reunificação Do Egito E Da Civilização Egípcia – Charles River Editors", não violando os direitos do autor/editora.

Onde comprar este livro?

Gostou da leitura? Então considere adquirir este livro!

Veja as avaliações que este livro está recebendo

Leia as opiniões que os leitores estão escrevendo sobre este livro